Entretenimento

Torre Eiffel ficará fechada por conta do protesto contra reforma trabalhista

28/06/2016 11h24

Paris, 28 jun (EFE).- A empresa que opera a Torre Eiffel, em Paris, anunciou nesta terça-feira que o monumento mais visitado da França permanecerá fechado por conta do protesto contra as reformas trabalhistas do governo socialista.

"Os soldados não são suficientes para abrir o monumento nas condições de recepção e segurança suficientes para o público e portanto a torre permanecerá fechada durante todo o dia", informou em comunicado a Sociedade de Exploração da Torre Eiffel (Sete).

O fechamento do monumento mais emblemático na França é causado pelo 11º dia de mobilização nacional convocada pelos sindicatos contra o projeto de lei da reforma trabalhista, que hoje se submete a votação no Senado.

Os sete sindicatos que estão liderando o protesto lamentam em comunicado que o presidente, François Hollande, ignore suas reivindicações e a rejeição dos franceses para essa reforma, que segundo seus dados ultrapassa 70%.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo