PUBLICIDADE
Topo

Cofundador do francês "Canal+", André Rousselet morre aos 93 anos

29/05/2016 17h37

Paris, 29 mai (EFE).- André Rousselet, que há três décadas foi cofundador do grupo audiovisual francês "Canal+", morreu neste domingo em Paris, aos 93 anos, informou sua família à imprensa local.

O empresário, e amigo íntimo do ex-presidente francês François Mitterrand, passou dez anos como presidente do grupo de comunicação, cargo que abandonou em protesto pela aquisição do canal por um acordo de acionistas entre a empresa Havas, a Companhia Geral de Águas e o banco Societé Générale, circunstância pela qual culpava o então primeiro-ministro, o conservador Edouard Balladur.

"A sutileza de Rousselet era a marca de sua inteligência e sua elegância, uma maneira de viver", declarou o presidente da França, o socialista François Hollande, em comunicado divulgado pelo Palácio do Eliseu após o falecimento de um homem que, afirmou, fez "da vida uma grande aventura".

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, destacou em sua conta na rede social Twitter a carreira de "um empresário de esquerda" e "um empreendedor sem igual".

Rousselet, que também foi proprietário da empresa de táxis G7, esteve à frente da revista "Sports Magazine" e do jornal "InfoMatin".