Entretenimento

Agência Efe abre parte de seu arquivo fotográfico aos usuários do Google

21/01/2016 18h46

Madri, 21 jan (EFE).- A Agência Efe passará a compartilhar, a partir desta quinta-feira, centenas de fotos de seu arquivo com os usuários do Google, depois de aderir ao projeto Google Cultural Institute, uma plataforma em que mais de mil instituições disponibilizam seus acervos pela internet.

Cinco anos depois do início do Google Cultural Institute, aberto após um acordo inicial com 17 museus que permitiu exibir na rede centenas de obras de arte, a Efe se uniu a esse projeto fornecendo coleções de fotos sobre esporte, a guerra civil na Espanha e Salvador Dalí.

Elas fazem parte dos 18 milhões de fotos que integram o arquivo da agência. Segundo o analista sênior de Políticas Públicas do Google Espanha, Antonio Vargas, a decisão da Efe de compartilhar seus conteúdos com os usuários constitui um "exemplo", já que agora eles poderão ser universalmente vistos na "vitrine" da plataforma.

"Com seus mais de 75 anos, há poucos veículos que tenham sido testemunhas da evolução da Espanha ao longo da história como a Efe", afirmou Vargas, alegando que este é apenas o início de uma longa parceria com o Google para "terminar de consagrar a Efe como um dos principais arquivos históricos do mundo e observadora privilegiada da história da Espanha".

Por isso, o representante do Google Espanha considerou como um "marco" a parceria entre as duas empresas para se unirem na tarefa de "democratizar o acesso à informação e à cultura em qualquer lugar do planeta".

Não é coincidência que tanto a Efe como o Google tenham recebido o Prêmio Príncipe de Astúrias de Comunicação e Humanidades, disse Vargas.

O diretor territorial e do gabinete da presidência da Efe, José Antonio Pérez, afirmou que a parceria agrega valor ao arquivo fotográfico da agência e oferece ao grande público "a imagem da vida de um país e de suas pessoas".

Entre as imagens disponibilizadas ao Google Cultural Institute estão as da série "Heróis do Esporte Espanhol", uma coleção de fotos de atletas com o tenista Rafael Nadal, o pivô Pau Gasol e o piloto de Fórmula 1 Fernando Alonso.

"Madri em guerra: imagens da guerra civil espanhola" é outra das coleções da Efe que poderão ser acessadas a partir de hoje no Google. Apesar de haver fotos do conflito entre as 54 que compõem a seleção, a coletânea destaca a vida cotidiana em Madri na época do conflito, uma pequena amostra das mais de 15 mil imagens que a Efe possui sobre o período.

O lado mais desconhecido de Dalí, a última fase da vida do artista ao retornar à Espanha, é mostrado no conjunto de 39 imagens selecionadas pela Efe para serem exibidas no Google Cultural Institute, uma plataforma que conta com 41 milhões de usuários no mundo todo e 240 milhões de páginas visitadas.

Junto com a Efe, maior agência de notícias em idioma espanhol e a quarta maior do mundo em âmbito global, estão no Google Cultural Institute outros 99 museus e instituições, com mais de 200 histórias interativas e 10 mil novas fotos. Entre elas destacam-se 17 imagens em ultra alta resolução e 50 coleções do tipo "Street View", que permitem tours virtuais dentro de museus.

Um desses novos parceiros também é espanhol, a cooperativa de arte contemporânea Subagora.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo