Entretenimento

Egito recupera esteira faraônica que foi contrabandeada ao Reino Unido

14/12/2015 11h07

Cairo, 14 dez (EFE).- O Egito recuperou uma esteira faraônica da dinastia XIX, que governou durante o chamado Império Novo, entre 1550 e 1070 a. C. e que tinha sido contrabandeada ao Reino Unido, informou nesta segunda-feira o governo egípcio.

Tanto o Ministério egípcio das Relações Exteriores como o de Antiguidades explicaram em comunicados que a peça foi extraída durante escavações ilegais e achada em Londres.

A esteira de pedra de caliça mede 43 por 67 centímetros e está decorada com um baixo-relevo que representa o rei Seti I junto com a deusa Hathor e o deus Wab Walut.

Os textos hieróglifos que acompanham os relevos policromados fazem referência às deidades e à atual cidade egípcia de Asiut.

Especialistas egiptólogos examinaram a esteira e confirmaram sua autenticidade e sua antiguidade de cerca de 3 mil anos.

O ministro de Antiguidades, Mamduh al Damati, explicou que a esteira será colocada em um estoque do Museu Egípcio do Cairo após sua restauração, para ser depois apresentada em uma exposição.

As autoridades egípcias devem organizar uma exposição em janeiro no Museu Egípcio com uma coleção de peças arqueológicas recuperadas recentemente.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo