Entretenimento

Munique espera receber mais de 6 milhões de turistas durante Oktoberfest

19/09/2015 10h01

Berlim, 19 set (EFE).- O prefeito de Munique, Dieter Reiter, abriu neste sábado o primeiro barril de cerveja da Oktoberfest, a tradicional festa que chega a sua 182ª edição e deve levar mais de 6 milhões de turistas à capital bávara.

Reiter precisou dar duas marteladas para instalar a torneira e abrir o primeiro barril do festival, duas a mais do que no ano passado, na sua estreia como anfitrião do evento, antes de lançar o tradicional grito de "O'zapft is!", dando início ao mais importante evento cervejeiro do mundo.

Neste ano, Munique receberá o habitual grande número de visitantes ainda sob o impacto da situação vivida nas últimas semanas, quando a estação ferroviária da cidade ficou lotada pela chegada maciça de refugiados.

O governo da chanceler Angela Merkel tinha dado sinal verde à entrada daqueles que pediram asilo por razões humanitárias ainda na fronteira com a Hungria, o que precipitou a chegada de 10 mil refugiados por dia em Munique.

A estação de trem da capital bávara ficou congestionada até o último domingo, quando o governo alemão decidiu implantar controles na fronteira e distribuir os imigrantes a outras regiões do país.

A imagem festiva do prefeito hoje na inauguração da Oktoberfest contrasta com os alertas feitos por ele na semana anterior, quando advertiu que a capacidade de Munique para receber os refugiados de forma digna tinha se esgotado.

Munique espera, entre hoje e 4 de outubro, quando termina a tradicional festa, seis milhões de visitantes do mundo todo, 500 mil a menos do que no ano passado.

A Oktoberfest começou, de acordo com a tradição, com as marteladas do prefeito para instalar a torneia no primeiro barril de cerveja do festival às 12h locais (7h em Brasília), mas horas antes o local do evento já estava lotado de pessoas.

A previsão é que, até o fim da Oktoberfest, sejam consumidos 7 milhões de livros de cerveja, apesar da tradicional jarra de um litro ter passado a custar 10,40 euros, um valor histórico e quase o dobro dos 5,30 euros cobrados em 1995.

A festa popular teve início em 1810, quando Munique celebrou durante cinco dias as bodas do príncipe da Luis da Baviera com a princesa Teresa de Saxe-Hildburghausen.

Só a cólera no século XIX, as duas guerras mundiais e a hiperinflação vivida pela Alemanha em 1923 e 1924 fizeram com que o evento fosse cancelado desde então.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo