Topo

Entretenimento

Obra apelidada como "vagina da rainha" é alvo de vandalismo em Versalhes

De Paris, França

10/09/2015 16h12

A controversa obra "Dirty Corner", de Anish Kapoor, apelidada como "vagina da rainha" e instalada em frente à fachada do Palácio de Versalhes, voltou a ser alvo de vandalismo nesta quinta-feira, o terceiro ataque à obra em pouco mais de dois meses.

Um porta-voz do palácio confirmou à Agência Efe que a peça, uma grande trompa de aço de dez metros de altura, 60 metros de comprimento e milhares de toneladas, apareceu pintada com uma mensagem: "Respect Art as U trust God" (Respeite a arte como você confia em Deus).

Os representantes do Palácio de Versalhes perceberam o ataque nesta quinta-feira e denunciaram o ato à polícia, que abriu uma investigação sobre o caso.

No fim de semana passado, a escultura do artista britânico de origem indiana foi pichada com mensagens antissemitas em tinta branca.

Kapoor, que também tem origem judaica, pediu pelo jornal francês "Le Figaro" que deixassem a obra do jeito que estava após a degradação pois, segundo sua opinião, as mensagens tinham passado a fazer parte da estrutura, para mostrá-la como "portadora do ódio que atraiu".

A presença da escultura no terreno do palácio faz parte de uma exposição aberta desde junho até o dia 1º de novembro, que autorizou o artista a transtornar a geometria do lugar.

A polêmica sobre a obra começou no momento de sua instalação, após uma entrevista ao semanário "Le Journal du Dimanche", na qual o artista admitia a evidente conotação sexual da criação.

 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento