Entretenimento

Spike Lee, Gena Rowlands e Debbie Reynolds receberão Oscar de honra

27/08/2015 21h07

Los Angeles (EUA.), 27 ago (EFE).- A Academia de Hollywood, em Los Angeles, anunciou nesta quinta-feira que entregará o Oscar de honra ao cineasta Spike Lee e à atriz Gena Rowlands, enquanto a cantora Debbie Reynolds será reconhecida com uma estatueta por seus trabalhos humanitários.

A entrega dos prêmios será feita na sétima cerimônia anual dos prêmios dos governadores no dia 14 de novembro no salão Ray Dolby do centro Hollywood & Highland, mesmo lugar onde se encontra o teatro em que a gala do Oscar é realizada ano a ano.

Trata-se de um evento mais discreto, sem transmissões ao vivo, e com bem menos convidados que a tradicional premiação de estatuetas cinematográficas que costuma ocorrer entre fevereiro e março.

"A Junta (de Governadores) está orgulhosa de reconhecer as contribuições de nossos homenageados", disse em comunicado a presidente da Academia de Hollywood, Cheryl Boone Isaacs, que espera que as conquistas dos três agraciados "enriqueçam as futuras gerações".

O Oscar de honra é uma distinção dada pelas contribuições dos premiados ao cinema durante toda a vida, enquanto a estatueta humanitária - o Prêmio Humanitário Jean Hersholt - é concedido a pessoas da sétima arte cujas tarefas humanitárias tenham tido um impacto positivo na indústria cinematográfica.

Lee, de 58 anos, ganhou o prêmio de estudantes da Academia de Hollywood em 1983 por "We Cut Heads", e foi indicado duas vezes à estatueta: em 1990, pelo roteiro de "Faça a Coisa Certa"; e em 1998, pelo documentário "4 Little Girls". Em sua filmografia estão obras como "Malcom X" (1992) e "O Plano Perfeito" (2006).

Rowlands, de 85 anos, foi candidata ao Oscar de melhor atriz por "Uma Mulher Sob Influência" (1974) e "Gloria" (1980), ambos dirigidos por seu marido, John Cassavetes, e apareceu em 40 filmes, o último deles "Six Dance Lessons in Six Weeks" (2014).

Reynolds, de 83 anos, foi indicada ao Oscar como protagonista de "A Inconquistável Molly" (1964) e também é conhecida por seu papel no musical "Cantando na Chuva" (1952).

A atriz é fundadora da Thalians, uma organização beneficente de trabalhadores do mundo do espetáculo destinada a criar consciência sobre as doenças mentais, assim como promover seu tratamento.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo