Entretenimento

Chuva torrencial desenterra tumbas de 1.200 anos na China

01/08/2015 06h05

Pequim, 1 ago (EFE).- Uma chuva torrencial desenterrou na semana passada tumbas na cidade chinesa de Huanghua (norte do país), que tinham ficado sepultadas e que se acredita sejam de cerca de 1.200 anos, informou hoje a agência oficial "Xinhua".

Arqueólogos locais começaram a investigar o local, que foi descoberto por um morador após as intensas precipitações da semana passada, e nas próximas semanas devem iniciar uma escavação para averiguar as origens dos túmulos.

As sepulturas estavam em um canal de desaguamento e, após as chuvas, parte de seus tijolos ficaram expostos.

"Pensei que podia ter algo sob esses tijolos", disse seu descobridor, Zhang Jinqiang, em declarações reproduzidas pela "Xinhua".

Zhang encontrou também uma jarra quebrada e uma vasilha e os arqueólogos acharam depois duas pequenas câmaras mortuárias.

Os especialistas esperam que, quando começarem a escavar a área, possa descobrir-se ali um conjunto de túmulos que até agora era desconhecido.

As primeiras investigações apontam que os túmulos pertencem à dinastia Tang (618-907).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo