Entretenimento

Pearson anuncia venda de "Financial Times" para "Nikkei"

23/07/2015 13h29

Londres, 23 jul (EFE).- A editora britânica Pearson anunciou nesta quinta-feira ter completado a venda do jornal econômico "Financial Times" para a japonesa Nikkei Inc. por 844 milhões de libras (R$ 5,23 bilhões).

Em comunicado enviado à Bolsa de Londres, Pearson, uma das maiores editoras do mundo e líder no setor de educação, afirmou "que a transação está submetida a uma série de aprovações e esperamos seu fechamento no quarto trimestre de 2015".

O acordo entre a Pearson, fundada em 1844 e proprietária do "Financial Times" há quase 60 anos, e o jornal econômico japonês "Nikkei" não inclui a venda da sede do FT no centro de Londres nem os 50% da participação da Pearson no grupo "Economist".

Além do jornal e de seu site, a operação, confirmada em meio a rumores que sugeriam Axel Springer e a Bloomberg, além da Nikkei, como possíveis compradores, inclui as publicações "Investors Chronicle", 'The Banker", "MandateWire", "Money-Media" e "Medley Global Advisors".

"Pearson foi um proprietário orgulhoso do FT durante quase 60 anos. Mas chegamos a um ponto de inflexão nos meios de comunicação, motivado pelo crescimento dos telefones celulares e das redes sociais", explicou Jim Fallon, diretor-executivo da companhia editora britânica no comunicado.

"Neste novo entorno, a melhor forma de garantir o sucesso jornalístico e comercial é fazer parte de um companhia de notícias global. A Nikkei é há muito tempo um meio de referência, conhecido por sua qualidade, imparcialidade e veracidade no jornalismo. A direção e eu temos certeza que o FT continuará crescendo junto com a Nikkei", ressaltou Fallon.

O presidente e diretor-executivo do grupo japonês, Tsuneo Kita, disse estar "extremamente orgulhoso de se unir ao "Financial Times", uma das organizações mais prestigiadas do mundo".

"Compartilhamos os mesmos valores jornalísticos e juntos lutaremos para contribuir para o desenvolvimento da economia mundial", declarou Kita.

Após o comunicado, as ações da editora Pearson subiam 2,4% na Bolsa de Londres, para 12,38 libras.

O "Financial Times", lançado em 1888, tem uma circulação conjunta entre o impresso e a versão digital paga de 720 mil exemplares.

O jornal começou a cobrar por seu conteúdos online em 2002. Atualmente a maioria de seus assinantes são de fora do Reino Unido.

A renda digital do "Financial Times" superou as vendas em papel em 2012 e representam hoje 70% da circulação.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo