Livros e HQs

Poeta Augusto de Campos ganha o prêmio Pablo Neruda no Chile

Luiz Carlos Murauskas/Folhapress
O poeta concretista Augusto de Campos, em foto de 2003; autor é primeiro brasileiro a levar o Prêmio Pablo Neruda no Chile Imagem: Luiz Carlos Murauskas/Folhapress

De Santiago

23/06/2015 16h33

O poeta brasileiro Augusto de Campos recebeu nesta terça-feira (23) o Prêmio Ibero-Americano de Poesia Pablo Neruda, oferecido pelo Conselho Nacional de Cultura e Artes do Chile a um autor de reconhecida trajetória no mundo da poesia.

A premiação foi criada em 2004, em homenagem ao centenário de nascimento de Neruda, conta com o patrocínio da Fundação Pablo Neruda e dá ao vencedor US$ 60 mil (cerca de R$ 185 mil).

"É a primeira vez que um poeta brasileiro recebe esta homenagem. O júri avaliou e reconheceu a contribuição que ele tem para todo nosso continente", afirmou o ministro de Cultura chileno, Ernesto Ottone, que presidiu o júri.

O júri era integrado também pela uruguaia Silvia Guerra, o colombiano Juan Manuel Rocha e os chilenos Óscar Hahn e Carmen Berenguer.

"Estamos felizes porque é um poeta que durante mais de 60 anos trabalhou para abrir campos em outras linguagens e disciplinas artísticas", destacou o ministro.

Augusto de Campos, que recebeu a notícia por meio de uma ligação do ministro, afirmou que se sente muito honrado por ter sua obra lembrada.

"Agradeço muitíssimo por tudo o que Chile representa para o Brasil e para a experiência literária", afirmou.

Campos, 84 anos, é escritor, ensaísta e tradutor. É conhecido por ser um dos fundadores do movimento poesia concreta e o concretismo, ao lado do seu irmão Haroldo de Campos, que morreu em 2003, e seu amigo Décio Pignatari, morto em 2012.

Em 1951, o poeta publicou seu primeiro livro, "O Rei Menos o Reino", enquanto estudava direito na Universidade de São Paulo (USP). Posteriormente lançou "Poetamenos" (1953), "Popcretos" (1964) e "Poemóbiles" (1974), entre outros, nos quais destacou sua particular aposta visual e estética.

Os cubanos Reina María Rodríguez (2014) e José Kozer (2013), o chileno Nicanor Parra (2012) - irmão da compositora Violeta Parra -, o mexicano José Emilio Pacheco (2004) e o argentino Juan Gelman (2005) foram alguns dos nomes já agraciados com a premiação.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
AFP
Página Cinco
EFE
AFP
BBC
Página Cinco
UOL Jogos
UOL Jogos
Página Cinco
AFP
Página Cinco
do UOL
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Da Redação
BBC
Página Cinco
AFP
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
do UOL
Da Redação
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
do UOL
Página Cinco
do UOL
do UOL
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
UOL Jogos
do UOL
AFP
BBC
BBC
Página Cinco
Página Cinco
AFP
Da Redação
Topo