Entretenimento

Morre Sergio Renan, primeiro diretor a levar um filme argentino ao Oscar

13/06/2015 13h19

Buenos Aires, 13 jun (EFE).- O diretor de cinema e artes cênicas Sergio Renan, que conseguiu colocar pela primeira vez um filme argentino entre os indicados ao Oscar, morreu neste sábado aos 82 anos em Buenos Aires, após vários dias hospitalizado por uma infecção.

Renan, cujo verdadeiro nome era Samuel Kohan, era filho de imigrantes de origem russa assentados na província argentina de Entre Ríos.

Nos últimos meses foi hospitalizado várias vezes e em maio sofreu uma traqueostomia devido a um câncer de laringe, divulgou a agência oficial "Télam".

Com seu filme "A trégua" (1974), baseado em um romance homônimo de Mario Benedetti e protagonizado por Héctor Alterio e Ana María Picchio, foi indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro.

Em sua filmografia se destacam "Obrigado pelo fogo" (1983) e "O sonho dos heróis" (1997) e seus trabalhos como ator em títulos como "Os sete loucos" (Leopoldo Torre Nilsson, 1973).

Reconhecido também no campo teatral e na ópera, recentemente tinha trabalhado como diretor de cena de "L'Elisir D'amore", ópera de Gaetano Donizetti, apresentada no emblemático Teatro Colón de Buenos Aires.

O velório acontecerá hoje no Teatro Colón, administrado por Renan entre 1989 e 1996 e por um breve período no ano 2000.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo