PUBLICIDADE
Topo

China prende 175 saqueadores de túmulos com peças que somam R$ 40 mi

26/05/2015 14h00

Pequim, 26 mai (EFE).- A polícia da China prendeu 175 saqueadores de túmulos em uma operação, a maior em décadas, que recuperou 1.168 relíquias roubadas, anunciou nesta terça-feira o Ministério da Segurança Pública.

É a maior campanha deste tipo realizada na China desde a fundação da República Popular em 1949. Foram recuperados bens que somam mais de 80 milhões de iuanes (R$ 40 milhões).

Os saqueadores de túmulos são acusados de "escavações ilegais" em Niuheliang, uma jazida neolítica na província de Liaoning, no nordeste da China.

Suas atividades "danificaram seriamente o local", disse o ministério em comunicado, que detalhou que os detidos faziam parte de dez quadrilhas que tinham "uma clara distribuição" do trabalho, desde as escavações até a venda.

Entre os objetos recuperados, está um dragão de jade, uma das representações mais antigas do totem chinês.