PUBLICIDADE
Topo

"Hoje haverá uma sessão genial de blues no céu", diz Obama sobre B.B King

15/05/2015 12h55

Washington, 15 mai (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, lamentou nesta sexta-feira a morte do músico B.B. King, falecido em Las Vegas aos 89 anos, ao destacar que o país "perdeu uma lenda" e que "nesta noite haverá uma sessão genial de blues no céu".

"O blues perdeu seu rei e os Estados Unidos perderam uma lenda", comentou Obama em comunicado divulgado pela Casa Branca.

Segundo Obama, "ninguém trabalhou mais duro" que King, filho de um meeiro do Mississipi que emigrou para Memphis (Tennessee) para tentar uma carreira musical, e "ninguém fez mais para divulgar a verdade do blues".

Obama lembrou o concerto de blues na Casa Branca em 2012 no qual B.B King participou, no marco dos encontros musicais que o presidente e sua esposa, Michelle, organizaram nos últimos anos para homenagear estilos como o jazz, os ritmos latinos e o "soul".

Obama estava tão envolvido nesse concerto que pegou o microfone e entoou uns versos de "Sweet Home Chicago", a canção que fechou a noite.

"Não esperava que me convencessem a cantar versos de 'Sweet Home Chicago' com B.B. (King) no final da noite, mas esse era o tipo de efeito que sua música tinha e ainda tem", relatou o líder no comunicado.

King "pode ter ido, mas essa emoção estará conosco sempre. E esta noite haverá uma sessão genial de blues no céu", concluiu.

O "rei do blues" faleceu nesta quinta-feira em Las Vegas (Nevada, EUA) aos 89 anos, segundo seu advogado, após ter sido hospitalizado por uma desidratação em abril.

Sempre junto a sua inseparável guitarra Gibson apelidada "Lucille", King ganhou ao longo de sua carreira 15 prêmios Grammy, mais do que qualquer outro músico de blues.