Entretenimento

SPFW traz verão feminino e sofisticado em seu quarto dia

16/04/2015 21h35

São Paulo, 16 abr (EFE).- O quarto dia da São Paulo Fashion Week começou com uma leve ressaca após a emocionante despedida de Gisele Bundchen das passarelas, e cheio de tendências femininas e sofisticadas, com desfiles dos estilistas Giuliana Romanno, Lino Villaventura e Lenny Niemeyer.

Giuliana Romanno abriu os desfiles na manhã desta quinta-feira no Instituto Tomie Ohtake com uma coleção que apostou em vestidos curtos e longos, acompanhados de cintos largos e altos sapatos plataforma.

As peças jeans também se incorporaram à apresentação, junto com desenhos em transparências, como vem sendo habitual nas coleções desta passarela de verão.

A sala da escravidão do Museu Afro Brasil foi a passarela escolhida por Lino Villaventura para apresentar sua coleção, que evocou "a liberdade das misturas e a liberdade das horas nas quais tudo é permitido", nas palavras do próprio estilista.

De inspiração romântica e "semigótica", a linha feminina apresentou volumosos vestidos e saias trabalhadas em tecidos nobres, como o tule de seda, a organza e o gazar.

Peças de antigas coleções do estilista também foram desfiladas, e contrastaram com a linha masculina apresentada em tecidos de algodão e linho, que mesclavam ar esportivo e urbano.

Em seguida foi a vez da exuberância da Costa Rica definir o astral do desfile de Patricia Viera, montou passarela no Museu de Belas Artes de São Paulo, onde apresentou uma coleção juvenil e sensual, para usar tanto em festas como na praia.

Vestidos, saias e calças capri em algodão, com detalhes de couro e macramé, combinaram perfeitamente com as peças destacadas da coleção, os "bodies" de couro, criados em conjunto com a marca TM Bodies.

Já a marca Acquastudio recriou as cerejeiras japonesas em flor "Sakuras", que evocaram a sensualidade, a fragilidade e a doçura da coleção apresentada.

Vestidos midi e longos em tons pastel encheram a passarela, e os trabalhos em bordados à mão, aplicações de flores, pérolas e vidros imprimiram à coleção a leveza dos jardins japoneses.

A única coleção de roupa de banho do dia foi da emblemática marca carioca Lenny Niemeyer, que há vários anos têm projeção internacional, e que apresentou sua proposta ao ritmo da música executada por uma orquestra de violinos.

As top models brasileiras Aline Weber e Carol Ribero desfilaram com as peças especiais desta linha, inspirada em personagens dos antigas desfiles de Carnaval, como o pierrot e os marinheiros.

A estilista mais uma vez demonstrou mestria no uso de materiais, combinando a tradicional lycra, com interessantes aplicações de macramé, flores de seda e sobreposições de folhas em resina cortadas a laser.

A GIG Couture, da estilista Patricia Bonaldi, trabalhou as roupas com muita textura e desenhos geométricos em vestidos, saias e calças capri, em uma coleção juvenil e descontraída.

O dia de hoje termina com Teca, Iódice e a coleção do estilista Samuel Cirnansk.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo