Entretenimento

Unesco pede que patrimônio cultural sírio seja preservado

02/04/2015 13h46

Paris, 2 abr (EFE).- A Unesco pediu nesta quinta-feira às facções envolvidas no conflito sírio que protejam dos combates o patrimônio cultural e artístico do país, assim como evitem o uso desses lugares com fins militares.

"É um patrimônio que pertence a todos os sírios e à Humanidade", indicou em comunicado a diretora geral da Unesco, Irina Bokova, que pediu que o valor cultural da cidade de Bosra e os museus de Idlib e Maarrat sejam preservados.

Bokova elogiou o recente acordo entre as forças de Bashar al-Assad e as da oposição síria para afastar a disputa de Bosra, ao sul do país e Patrimônio da Humanidade desde 1980.

A representante da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) lembrou, no entanto, que não foram tomadas medidas similares para salvaguardar os museus de Idlib (noroeste) e pediu aos sírios que "se unam" para proteger uma "riqueza comum".

O organismo anunciou em maio do ano passado a criação de um observatório internacional de salvaguarda do patrimônio cultural sírio, concebido como uma plataforma para intercambiar informações sobre os bens do país e dotado de um orçamento de 2,5 milhões de euros.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo