Entretenimento

Rafael Nadal estreia debaixo de chuva no carnaval do Rio

16/02/2015 01h29

Carlos A. Moreno.

Rio de Janeiro, 15 fev (EFE).- Os tenistas espanhóis Rafael Nadal e David Ferrer foram recebidos por Gustavo Kuerten, o Guga, e estrearam neste domingo no desfile das escolas de samba do carnaval do Rio de Janeiro, apesar da forte chuva que caiu sobre o sambódromo e da falta de fantasias com as quais esperavam participar do desfile.

Os dois melhores tenistas espanhóis da atualidade desfilaram pela Viradouro, a escola que abriu os desfiles do Grupo Especial do Rio de Janeiro, naquele que é considerado o maior espetáculo da Terra.

Os espanhóis, que a partir desta terça-feira disputarão o Rio Open, o único torneio ATP 500 da América do Sul, atravessaram o sambódromo sob a chuva, mas sem esconder a emoção em seus sorrisos e o desejo de conhecer um pouco mais essa festa.

"É lindo. Estou encantado", afirmou o número 3 do ranking mundial durante o desfile, sempre com um sorriso no rosto e disposto a posar para as dezenas de pessoas que queriam fazer 'selfies' com astro espanhol.

Ao lado de Guga, que serviu de anfitrião e explicou os detalhes do desfile, os espanhóis percorreram os 700 metros da pista sem fantasias, como acreditavam que seria quando receberam o convite da escola, mas vestindo as camisas da diretoria da Viradouro.

Os dois tenistas, que estavam ansiosos para sentir de perto a emoção de desfilar em uma escola de samba, se contentaram com a camisa dos diretores da agremiação e percorreram a Marquês de Sapucaí distribuindo acenos e sorrisos para as cerca de 72 mil pessoas que lotavam as arquibancadas.

No início, os espanhóis se abrigaram da chuva em um camarote no início da Marquês de Sapucaí, de onde tiraram várias fotografias com seus celulares, diante de muitos fotógrafos e de uma arquibancada em que o público gritava seus nomes.

Quando o desfile começou, Nadal, Ferrer e Guga se uniram aos diretores da Viradouro, protegidos com capas de chuva, e foram acompanhados o tempo todo pelos fotógrafos.

Apesar de terem tentado sambar e cantar o samba-enredo da escola, os tenistas se limitaram a maior parte do tempo a acenar para o público.

Nadal, visivelmente mais animado do que Ferrer, aplaudia constantemente e estava mais preocupado que sua passagem pela Marquês de Sapucaí não fosse exclusivamente caminhando, mas dançando como os outros 3.500 integrantes da Viradouro.

"É uma emoção única. Ele até está tentando sambar. Dou nota 7 para ele. Daqui a pouco se tornará um brasileiro", disse Guga no final do desfile, ao ser perguntado sobre o "desempenho" do tenista espanhol.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo