Topo

Entretenimento

Coreia do Norte presta homenagem a "querido líder" com promoções e fogos

16/02/2015 10h10

Seul, 16 fev (EFE).- O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, ordenou nesta segunda-feira a promoção de 27 altos cargos militares por causa do aniversário de falecido pai, Kim Jong-il, em um dia festivo que começou com fogos de artifício em Pyongyang.

O jovem ditador, que nomeou um coronel-general, sete tenentes-generais e 19 comandantes-gerais, desejou que os oficiais promovidos "cumpram com suas honoráveis responsabilidades e deveres para conseguir o mais rápido possível a vitória final", segundo informou a agência estatal "KCNA".

O coronel-general nomeado é Choe Kyong-song, comandante das forças especiais do poderoso Exército Popular da Coreia do Norte, que conta com cerca de 1,1 milhão de soldados.

Kim Jong-un também demonstrou respeito e deixou flores diante do corpo embalsamado do pai, exposto no Palácio do Sol de Kumsusan, na capital norte-coreana.

O aniversário de Kim Jong-il, que nesta segunda-feira completaria 73 anos, começou na meia-noite com o lançamento de fogos de artifício em Pyongyang, segundo descreveu a "KCNA".

Ainda não foi divulgado se haverá mais atos ao longo do dia no país, que é caracterizado pelo extremo culto aos líderes. Os cidadãos acreditam ser pouco provável a realização de um desfile militar, já que isso não ocorreu no ano passado.

O "Dia da Estrela Brilhante" presta homenagem ao "querido líder" Kim Jong-il, que governou o país com mão de ferro durante 17 anos, de 1994 até sua morte, em dezembro de 2011. O poder foi herdado pelo filho, Kim Jong-un, o chefe de Estado mais jovem do mundo, com apenas 32 anos, segundo estimativas.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento