Livros e HQs

Morre poeta argentino Arnaldo Calveyra

Reprodução Flickr
Poeta e dramaturgo Arnaldo Calveyra Imagem: Reprodução Flickr

17/01/2015 11h45

O poeta, dramaturgo e romancista argentino Arnaldo Calveyra, considerado uma das vozes mais originais da literatura em espanhol, morreu em Paris aos 85 anos, informou neste sábado a editora argentina Adriana Hidalgo.

"Foi um infarto, mas não houve doença nem nada doloroso", indicou a editora que publicou sua obra na Argentina à agência de notícias oficial Télam sobre a morte, ocorrida na noite de quinta-feira.

Calveyra nasceu na província argentina de Entre Ríos em 1929, mas no anos 60 uma bolsa de estudos o levou a Paris, onde viveu desde então dedicado à docência e a literatura.

"Morrer será/ acender uma lâmpada/ na casa desconhecida", conclui sua "Canção do marinheiro imigrante", escrita pouco antes de atravessar o Atlântico.

Com títulos como "Cartas para a alegria", "Diário do fumigador de guarda" e "Maizal do gregoriano", Calveyra foi reconhecido como um dos grandes poetas argentinos e considerado um mestre pelas gerações seguintes.

Em Paris ficou amigo do romancista Julio Córtazar e em 1968 se casou com a argelina Monique Tur, com quem teve dois filhos, Beltrán e Eva.

Apesar das décadas na capital francesa, Calveyra nunca abandonou o espanhol em seus textos, nem sua província natal, Entre Ríos, que sempre reconheceu como fonte de inspiração.

"Em qualquer lugar do mundo prendo uma luz de noite em uma peça e está Entre Ríos e está minha casa no campo, meus lugares mais queridos", disse o escritor após a reedição na Argentina de seu "Poesia reunida", em 2012.

O poeta visitou a Argentina pela última vez ano passado durante a Feira do Livro de Buenos Aires, quando foi visto "velhinho, mas como sempre amável e lúcido", segundo Adriana Hidalgo.

Além de sua obra poética, Calveyra se destacou também por suas peças de teatro, como "O deputado está triste", "Moctezuma", "Latin American Trip", "A selva", "Cartas de Mozart" e "O ofusque da bola".

Na França o escritor argentino foi condecorado pelo governo com a medalha Ordre dês Arts et dês Lettres.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Página Cinco
do UOL
do UOL
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
UOL Jogos
do UOL
AFP
BBC
BBC
Página Cinco
Página Cinco
AFP
Da Redação
AFP
Página Cinco
do UOL
Página Cinco
Da Redação
do UOL
Página Cinco
Da Redação
Reuters
Página Cinco
Da Redação
do UOL
Página Cinco
EFE
Página Cinco
Da Redação
AFP
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
BBC
Página Cinco
UOL Jogos
UOL Jogos
Entretenimento
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
Entretenimento
AFP
Da Redação
Página Cinco
EFE
do UOL
Topo