Topo

Entretenimento

Exposição considerada espetáculo racista gera protestos em Paris

AFP
O polêmico espetáculo "Exhibit B" traz negros em jaulas Imagem: AFP

De Paris

07/12/2014 21h07

Cerca de 200 pessoas protestaram neste domingo contra o centro cultural Centquatre, em Paris, devido ao evento artístico "Exhibit B", do artista sul-africano Brett Bailey, que expôs no espaço 12 retratos vivos com negros em jaulas, o que alguns consideraram um espetáculo racista.

O protesto ocorreu sem confusão e sob a vigilância da polícia, cuja presença foi reforçada ao redor da "performance" devido às criticas que surgiram antes da inauguração do polêmico artista.

Com figurantes negros enclausurados em jaulas, a obra busca recriar os "zoológicos humanos" dos finais do século 19, diz o autor.

"Queria analisar o racismo e a xenofobia em nossa época e mostrar como essa visão se origina na história", declarou o artista em entrevista publicada neste domingo pela revista "Les Inrocks".

Segundo o centro cultural que expõe a obra, Brett Bailey denuncia o terror da história colonial de seu país.

"Essa obra de arte denuncia sem ambiguidade todas as formas de desumanização, de racismo. Em cada retrato vivo, o caráter plástico extremamente preciso baseado em fatos históricos permite a tomada de distância e proíbe toda a possibilidade de impressão degradante", argumentou.

A mostra, programada durante uma semana, já tinha sido alvo de protestos em Paris e também em Londres, onde foi cancelada em setembro pela polêmica gerada.

Um porta-voz de um grupo identificado na manifestação como "Brigada Anti-Negrofobia", criticou a França à imprensa por ser um "Estado racista" ao sediar a performance.

"Sempre somos mostrados na posição de vítimas. Onde estão as imagens que nos representam de pé?", questionou o porta-voz, que classificou de "voyeurismo" que "sempre se mostre os negros em uma posição inferior".

Mais Entretenimento