Entretenimento

Exposição fotográfica nos EUA faz reflexão sobre América Latina

15/11/2014 17h44

Miami, 15 nov (EFE).- O Centro Cultural Espanhol de Miami inaugurou neste sábado uma exposição que repassa os 80 anos de vanguarda fotográfica na América Latina através de 23 reconhecidos autores que convidam o público a refletir sobre a evolução e modernidade dos países da região.

Na mostra são "existem mais perguntas do que conclusões", explicou à Agência Efe o crítico de arte Dennys Matos, curador da mostra.

Um total de 61 fotografias percorrem, desde o século XX até o ano 2001, através do olhar os "pilares da vanguarda" latino-americana, como o mexicano Manuel Álvarez Bravo e o peruano Martín Chambi, e ostentam um "realismo cru" como cenário de fundo.

A exposição, intitulada "Vanguarda e fotografia Latino-americanas: Poética e discurso do olhar moderno", começa pela seção "Corpos e rostos", onde as imagens sugerem a complexidade dos patrões étnicos e raciais na América Latina.

"A tradição funde a cultura hispana, portuguesa, africana e aborígine, que é um magma muito difícil de abranger e catalogar", disse Matos.

Depois disso, chegasse a "Paisagens: Do rural ao urbano", onde as peças mostram os projetos de modernidade dos países a partir do século XX, e apresentam seus conflito desde uma estética realista.

Por fim, "Passagens" é um "caleidoscópio" de situações históricas, culturais e ideológicas da América Latina e apresenta os trabalhos de autores que capturaram a problemática das revoluções mexicana e cubana.

A imagem simbólica da exposição, uma fotografia de uma foice, uma espiga de milho e uma cartucheira assinada pela fotógrafa italiana Tina Modotti, representa, segundo Matos, a "contradição na América Latina do desenvolvimento desequilibrado das cidades e, por outro lado, o abandono do campo".

Neste sentido, a coleção pretende chamar a atenção sobre a situação "semifeudal" que ainda existe em muitos países, afirmou o curador, apesar do avanço da democracia, assim como voltar a interpretar o movimento da vanguarda latino-americana.

A mostra, que reúne também obras de Hugo Brehme, Ruven Afanador, Emilio José Chamont, Guillermo Kahlo e Pablo Soria, procedentes da Coleção Edmundo Kronfle, permanecerá aberta ao público até 19 de dezembro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo