Entretenimento

Pinturas com mais de 39 mil anos são descobertas na Indonésia

AP/Nature Magazine
Uma das pinturas pré-históricas de 39.900 anos de antiguidade na ilha de Celebes (Sulawesi, no idioma local) Imagem: AP/Nature Magazine

08/10/2014 15h13

Um grupo de arqueólogos australianos e indonésios publicou nesta quarta-feira (8) na revista "Nature" o descobrimento de pinturas pré-históricas de 39.900 anos de antiguidade na ilha de Celebes (Sulawesi, no idioma local), na Indonésia.

Entre os desenhos de animais e marcas de mãos que foram encontrados, os testes com carbono 14 detectaram traços que são quase tão antigos quanto as esferas vermelhas de 40.800 anos na caverna de El Castillo, no norte da Espanha, a pintura mais antiga conhecida.

A idade próxima das pinturas em dois lugares separados por 13 mil quilômetros de distância traz novas perguntas sobre como surgiram as primeiras manifestações artísticas humanas, segundo Thomas Sutikna, da Universidade de Wollongong, na Austrália.

"A arte rupestre talvez surgiu de forma independente, aproximadamente ao mesmo tempo, nas populações de humanos modernos na Europa e no sudeste asiático, ou talvez era uma prática estendida entre os primeiros humanos que deixaram a África, dezenas de milhares de anos antes", sustentou o coautor da pesquisa.

A equipe de arqueólogos detectou 12 desenhos de marcas de mãos humanas, assim como duas "representações figurativas de animais" em sete cavidades de pedra calcária no sudoeste da ilha de Celebes.

Os pesquisadores dataram sua idade a partir da medição de isótopos radioativos nas formações coraloides - pequenos nódulos de calcita, aragonito e gesso - onde os desenhos foram feitos.

Os resultados das análises de 14 pinturas nas sete cavernas dataram entre 39.900 e 17.400 anos de idade, apesar de os cientistas terem garantido que os testes efetuados sobre os coraloides revelam apenas a idade mínima das amostras, por isso os desenhos podem ser mais antigos.

A pintura mais antiga corresponde à marca de uma mão humana e os pesquisadores também mencionaram a importância do desenho figurativo de uma babirussa, um tipo de porco selvagem da região, de 35.400 anos.

Apesar de existirem diversas manifestações de arte rupestre no mundo todo, as pinturas europeias são as mais antigas conhecidas.

Os desenhos da Cantábria, no norte da Espanha, são tão antigos que alguns habitantes sugeriram que podem ter sido criados pelos neandertais que habitaram o continente antes do homem moderno.

"Os europeus já não podem mais dizer que foram os primeiros a desenvolver a arte abstrata". "Este mérito tem que ser dividido, pelo menos, com os primeiros habitantes da Indonésia", afirmou Anthony Dosseto, um dos autores da pesquisa.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo