Entretenimento

CCBB do Rio recebe obras do colecionador alemão Peter Ludwig

06/05/2014 15h19

Rio de Janeiro, 6 mai (EFE).- Um total de 64 obras de diferentes períodos estéticos pertencentes à coleção do empresário e colecionador alemão Peter Ludwig, entre elas algumas do espanhol Pablo Picasso e do americano Andy Warhol, serão expostas a partir de amanhã no Rio de Janeiro.

A mostra "Visões na Coleção Ludwig", abre suas portas ao público no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) do Rio de Janeiro e faz parte da programação de 25 anos que poderá ser vista pelo público até 21 de julho.

A exposição permitirá ao público conhecer algumas das principais obras de uma das maiores coleções particulares de arte do mundo, a do alemão Peter Ludwig (1925-1996), que tem sua sede no Museu Estatal Russo de São Petersburgo, informou nesta terça-feira o CCBB em comunicado.

A mostra inclui obras da arte pop, do neoexpresionismo alemão, do fotorrealismo e de outros movimentos artístico desde a década de 1960, segundo os curadores, Evgenia Petrova e Joseph Kiblitsky.

A dupla, representante do Museu Ludwig no Museu Estatal Russo de São Petersburgo, escolheu para a exposição do Rio de Janeiro obras de artistas como Pablo Picasso, Andy Warhol, Roy Lichtenstein, Jeff Koons, Jean-Michel Basquiat, Gerhard Richter e Georg Baselitz.

"Pioneiro e com um olhar sempre atento à produção contemporânea, Peter Ludwig foi o primeiro colecionador alemão a visualizar o potencial da pop art e ficou famoso por comprar trabalhos de Roy Lichtenstein e Jasper Johns, que atualmente alcançam valores expressivos por conta da sua relevância artística", explica Joseph Kiblitsky, no comunicado.

A exposição é aberta pela monumental "Cabeça de criança" (1991), uma obra de Gottfried Helnwein de seis metros de altura, e por obras icônicas da pop art como o "Retrato de Peter Ludwig" (1980) de Warhol, "Querubins" (1991) de Jeff Koons e "Banana splits com glacê em degustação" (1964), de Claes Oldenburg. Outra das grandes atrações é uma pintura de 1984 sem título que foi produzida a quatro mãos por Andy Warhol e Jean-Michel Basquiat.

A exposição conta com 28 obras representativas do hiperrealismo, entre as quais produções de Robert Bechtle e Ralph Goings, assim como com alguns dos retratos de Gerhard Richter. Igualmente foram selecionados artistas contemporâneos como o russo Vladimir Yankilevsky (Tríptico Nº 14 e Autorretrato, 1987) e o grego Pavlos (Guarda-roupa IV, 1968).

Apesar de Picasso não pertencer aos movimentos artísticos da mostra, algumas de suas obras, como "Grandes cabeças" (1969), foram incluídas por representar o interesse do mecenas pela arte de seu tempo.

De acordo com a Secretaria Estadual de Cultura do Rio de Janeiro, não há consenso sobre o tamanho do acervo de Ludwig. Estima-se que ele tenha 20 mil peças, mas o número pode chegar a 50 mil. Sua coleção está distribuída em 12 museus em países como Alemanha, Suíça, Hungria, Rússia, Áustria e China.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo