Entretenimento

Considerado pornográfico, Turquia proíbe exibição de "Ninfomaníaca" no país

04/03/2014 12h07

Istambul, 4 mar (EFE).- A autoridade de cinematografia da Turquia proibiu a exibição em salas de cinema do filme "Ninfomaníaca", do diretor Lars von Trier, "devido ao seu alto conteúdo de imagens e diálogos pornográficos", justificou o documento, reproduzido nesta terça-feira pelo jornal "Hürriyet".

"Com maioria de votos, nossa junta considerou inadequada a exibição e circulação comercial do filme, por seu alto conteúdo de imagens e diálogos pornográficos", decidiu a Junta de Cinema da Turquia, autoridade nacional da indústria cinematográfica.

Após assistir à primeira parte de "Ninfomaníaca", o órgão chegou ontem à conclusão que "seu conteúdo de imagens e ações agride a moralidade geral e pode ser um exemplo negativo para a saúde mental de jovens e crianças", justificou o documento.

Yamac Okur, um dos membros da junta que votou contra essa decisão, denunciou hoje no Twitter que "excluir qualquer filme da exibição comercial é inaceitável".

Okur, que pertence à Seyap, uma associação de produtores de cinema, explicou que "poderiam ter projetado com uma classificação de idade. Caso contrário, é censura".

Segundo o jornal "Radikal", o mundo cultural turco esperava que o longa fosse distribuído sob a qualificação de "para maiores de 18 anos".

O filme tinha exibição prevista na Turquia em duas partes a partir de 14 de março e 21 de março.

Uma primeira reunião do Comitê de Qualificação acabou sem acordo sobre a divulgação comercial do filme, e o assunto foi levado à Junta Suprema, que finalmente decidiu vetá-lo por maioria, com somente dois votos a favor da exibição.

Uma versão de "Ninfomaníaca" censurada pelo próprio Lars von Trier, com duas partes de 110 e 130 minutos de duração, foi projetada mês passado no festival de cinema If em Istambul.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo