Entretenimento

"12 Anos de Escravidão" domina os prêmios Spirit de cinema independente

02/03/2014 02h52

Los Angeles, 1 mar (EFE).- O filme "12 Anos de Escravidão" foi o grande vencedor da 29ª edição dos prêmios Spirit do cinema independente realizado neste sábado em Los Angeles, na véspera da cerimônia do Oscar, para o qual é um dos favoritos.

O filme levou cinco troféus, melhor filme, melhor diretor (Steve Mcqueen), melhor roteiro (John Ridley), melhor fotografia (Sean Bobbit) e melhor atriz coadjuvante para Lupita Nyong'o.

"Não é uma forma ruim de comemorar o meu aniversário", declarou Nyong'o ao receber o prêmio no palco instalado em um estacionamento da praia de Santa Monica onde aconteceu o evento.

A atriz de 31 anos compareceu à cerimônia acompanhada de sua mãe, para quem dedicou o Spirit por apoiá-la em seu sonho de ser atriz.

"Ela me levava para 'castings' quando saía do trabalho e esperava até que terminassem sem se queixar", disse Nyong'o que encerrou seu discurso garantindo que foi o carinho de sua mãe o que a fez chegar ao estrelato.

"É um filme que amo", disse Brad Pitt, produtor desse longa sobre o drama de um homem livre que foi sequestrado para servir como escravo.

"Ele me emociona, é universal", comentou Pitt, que hoje esteve acompanhado por sua mulher, Angelina Jolie, e que no domingo pode conquistar o primeiro Oscar de sua carreira como produtor se "112 Anos de Escravidão" receber a estatueta de melhor longa-metragem.

"Clube de Compras Dallas" foi junto com "12 Anos de Escravidão" o único filme que obteve múltiplos prêmios, em ambos os casos pelas interpretações masculinas de seu protagonista, Matthew McConaughey, e de Jared Leto, como ator coadjuvante, dois triunfos que, segundo as previsões, podem se repetir no domingo na premiação do Oscar.

Cate Blanchett saiu com o prêmio de melhor atriz por "Blue Jasmine" e tem muitas chances de levar uma estatueta amanhã. O mesmo ocorre com "A Um Passo do Estrelato", ganhador como melhor documentário e candidato ao Oscar nessa mesma categoria.

O prêmio de melhor filme internacional foi para "Azul é a Cor Mais Quente" (França), que superou dois candidatos ao Oscar, "A Grande Beleza" (Itália) e "A Caça" (Dinamarca).

Já o Spirit de melhor edição foi para Nat Sanders por "Short Term 12", enquanto o melhor roteiro foi para Bob Nelson por "Nebraska".

A 29ª edição dos prêmios Spirit teve como mestre de cerimônias o ator de comédia Patton Oswalt e reuniu também estrelas do cinema como Michael Fassbender, Keanu Reeves, Reese Witherspoon, Michael Sheen, Rosario Dawson, Anna Kendrick, Elisabeth Moss, Paul Dano, Jason Bateman e Diego Luna.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo