Entretenimento

"Gravidade", de Cuarón, ganha o Bafta de melhor filme

16/02/2014 17h13

Londres, 16 fev (EFE).-"Gravidade", do diretor mexicano Alfonso Cuarón, conquistou esta noite o prêmio de melhor filme britânico na 67ª edição dos prêmios Bafta.

O longa concorreu com"Mandela: Long Walk to freedom","Philomena","Rush: No Limite da Emoção","Walt nos Bastidores de Mary Poppins"e"The Selfish Giant".

O prêmio, dado a filmes produzidos no Reino Unido, é o primeiro Bafta entregue em cerimônia realizada na Royal Opera House de Londres e é apresentada pelo ator Stephen Fry.

Covent Garden viu desfilar estrelas como Leonardo di Caprio, Judi Dench, Helen Mirren, Tom Hanks e a serena Cate Blanchett, grande favorita por"Blue Jasmine", de Woody Allen.

A britânica Judi Dench, pelo papel em"Philomena", acumula o recorde de 15 indicações ao Bafta e já ganhou 11 prêmios em diferentes categorias.

Pelo menos duas centenas de seguidores e uma multidão de jornalistas e fotógrafos esperaram às portas da Royal Opera House de Londres para receber os protagonistas desta noite de gala do cinema.

"Gravidade", com 11 indicações, foi representado por seu diretor, Cuarón, e concorreu e com"Trapaça" e"12 Anos de Escravidão", com dez indicações cada um, pelo Bafta de melhor filme.

Completaram a lista de indicados"Capitão Phillips", de Paul Greengrass, com nove indicações, e"Philomena"de Stephen Frears, com quatro.

Cuarón disputa o prêmio de melhor diretor com os britânicos Steve McQueen ("12 Anos de Escravidão") e Greengrass, e os americanos David O. Russell ("Trapaça") e o veterano Martin Scorsese, por"O Lobo de Wall Street".

Os gritos dos fãs ficaram quase ensurdecedores com a aparição no tapete vermelho de Leonardo di Caprio, que concorre ao prêmio de melhor ator por sua interpretação no longa de Scorsese.

Seus rivais esta noite são Tom Hanks ("Capitão Phillips"), Christian Bale ("Trapaça"), Chiwetel Ejiofor ("12 Anos de Escravidão") e Bruce Dern ("Nebraska").

A competição entre as protagonistas femininas também está apertada, com a presença de Judi Dench ("Philomena"), Cate Blanchett ("Blue Jasmine"), Amy Adams ("Trapaça"), Emma Thompson ("Walt nos Bastidores de Mary Poppins") e Sandra Bullock ("Gravidade").

Ao prêmio de melhor atriz coadjuvante concorrem ++Oprah++ Winfrey ("O Mordomo da Casa Branca"), Lupita Nyong'o ("12 Anos de Escravidão"), Julia Roberts ("Álbum de Família"), Jennifer Lawrence ("Trapaça) e Sally Hawkins ("Blue Jasmine").

Bradley Cooper ("Trapaça"), Matt Damon ("Minha Vida com Liberace"), Barkhad Abdi ("Capitão Phillips"), Michael Fassbender ("12 Anos de Escravidão") e o alemão Daniel Brühl ("Rush: No Limite da Emoção") disputam a estatueta do Bafta de melhor ator coadjuvante.

O príncipe William, desta vez sem Kate, participou da cerimônia para entregar o Bafta honorário à veterana atriz britânica Helen Mirren, que interpretou no cinema e no teatro sua avó, a rainha Elizabeth II, em um dos momentos mais esperados da noite.

Junto de William, que esbanjou simpatia ao saudar aos admiradores que há horas o esperavam em frente ao Royal Opera House, os mais aplaudidos no tapete vermelho foram o casal formada pelos atores Brad Pitt e Angelina Jolie, recebidos com gritos de emoção pelo público.

Os Bafta são os últimos grandes prêmios de cinema antes do Oscar, que será entregue no próximo dia 2 de março em Los Angeles, nos Estados Unidos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo