Entretenimento

Quadro confiscado pelos nazistas duas vezes volta finalmente para os donos

Reprodução/Von der Heydt Museum Wuppertal
Reprodução do quadro "A Senhora na Janela" (1666), de Caspar Netscher Imagem: Reprodução/Von der Heydt Museum Wuppertal

De Berlim (Alemanha)

29/01/2014 16h50Atualizada em 25/05/2015 13h22

O quadro "A Senhora na Janela", do renomado pintor do século 17 Caspar Netscher, voltará para as mãos de seus legítimos donos, herdeiros de uma família judia, após uma perigosa história, quando chegou ser confiscado pelos nazistas em duas ocasiões.

As autoridades de Wuppertal (no oeste da Alemanha) informaram nesta quarta-feira (29) que o Conselho Municipal aprovará no final de fevereiro a restituição da tela que está em exibição agora no Museu Von der Heydt, na cidade.

Não é o primeiro quadro devolvido aos donos por esta pinacoteca, mas esta pintura especialmente tem uma complicada e incomum história.

O consistório de Wuppertal explicou que o quadro que o Museu Municipal possui desde 1952 pertencia originalmente à Pinacoteca Antiga de Munique, de onde foi confiscado pelos nazistas.

O regime de Adolf Hitler realizou durante anos grandes vendas de obras de arte no exterior e esse foi o destino de "A Senhora na Janela", comprado por um casal de colecionadores judeus, Hugo e Elisabeth Jacoba Andriesse, que viviam na Bélgica.

Mas os Adriesse decidiram fugir em 1940 para os Estados Unidos, passando por Portugal, após a invasão das tropas germânicas.

O quadro, junto com outras obras acumuladas pelo casal, foi a parar em um bunker do Museu Real de Bruxelas, até que em 1942 a coleção foi confiscada de novo pelos nazistas.

Em um documento da época se atribui a coleção ao "Marechal do Reich Hermann Göring", braço direito de Hitler. O quadro foi enviado ao Louvre, em Paris.

Em 1950 foi adquirido por Rudolf Ziersch, que dois anos depois doou a pintura ao Museu Von der Heydt.

O casal de colecionadores judeus que fugiu para o Estados Unidos morreu há muitas décadas: Hugo Andriesse morreu em 1942 e sua mulher, Elisabeth, em 1963.

Mas os herdeiros de Elisabeth, uma fundação sediada nos Estados Unidos, reivindicou a obra ao Museu Von der Heydt de Wuppertal e agora poderão recuperá-la.

Eles contaram que restituição não foi simples, tanto pela história do quadro como pelo fato de que existem sete versões de "A senhora na janela", tela no qual aparece retratada uma mulher que sorri com um papagaio em sua mão direita.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo