Entretenimento

Sétima edição da Campus Party deve reunir cerca de oito mil pessoas em SP

27/01/2014 13h27

São Paulo, 27 jan (EFE).- A sétima edição da Campus Party Brasil começou nesta segunda-feira em São Paulo sob o lema "A internet das coisas" e prevê receber cerca de oito mil presentes até o próximo sábado, que contarão com uma conexão de 40 gigas para desenvolver seus projetos de empreendimento.

Em entrevista coletiva oferecida no local do evento, o presidente da Telefônica Brasil, Antonio Carlos Valente, anunciou que a companhia, que promove o evento, premiará o "campuseiro" que durante esta semana criar os melhores aplicativos para telefones celulares.

Segundo Valente, esta Campus Party discutirá e apresentará "soluções digitais inovadoras que cada vez mais fazem parte da vida das pessoas".

Nesta edição de 2014, serão oferecidas mais de 500 horas de palestras e oficinas para os presentes que pretendem desenvolver alguma ideia sobre empresas relacionadas com as novas tecnologias, assim como para os participantes que já tenham um projeto mais avançado.

"Queremos apoiar os 'campuseiros' em sua luta de criação, virão mais de cem fundos de investimentos que estarão em contato com os participantes", explicou o fundador da Campus Party, Paco Regageles, que assegurou que dito evento dará "uma turbinada" gigante para as startups mais importantes do Brasil".

Nesta mesma linha, a impulsora de startups da Telefônica, Wayra, estará presente no evento para promover contatos entre empreendedores e investidores.

Além disso, a Campus Party 2014 contará também com a participação da empresa Evernote, uma das companhias mais importantes do Silicon Valey (EUA), que compartilhará sua experiência comercial com os participantes.

Com o cenário de "A internet das coisas", a Campus Party promoverá uma "maratona de programação", na qual colocará à disposição dos "campuseiros" um "kit de desenvolvimento" formado por sensores para a captura de dados, constante acesso à nuvem da Telefônica e um software para a construção de aplicativos.

O "kit de desenvolvimento" é completo com o treino que os "campuseiros" receberão ao longo da semana.

Uma segunda "maratona" abordará a segurança na Internet e o objetivo da mesma será a criação de novos aplicativos ou a implementação dos programas que a companhia telefônica já tem desenvolvidos.

Por outro lado, a Telefônica promoverá na Campus Party várias ferramentas "sustentáveis" para prevenir desastres ambientais em áreas de alto risco.

Assim, 1.500 pluviômetros já foram colocados em todo Brasil para que informem diretamente a Defesa Civil de que "em alguma região está chovendo acima do nível desejado", informou a diretora de Sustentabilidade da companhia, Juliana Motta.

Dentro dos objetivos da empresa relacionados com a "tecnologia verde", também será promovida a reciclagem de telefones celulares "para que os campuseros se desfaçam deles de forma sustentável ambientalmente".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo