Entretenimento

Jornalistas da "Al Jazeera" são acusados de dar notícias "falsas" sobre Egito

16/01/2014 17h03

Cairo, 16 jan (EFE).- Os três jornalistas do canal catariano "Al Jazeera" detidos no Egito foram acusados de divulgar notícias "falsas e emitir propaganda prejudicial para a segurança no Egito", segundo as investigações da Promotoria divulgadas pela agência estatal "Mena".

A Promotoria assegurou que o australiano Peter Greste, o egípcio com passaporte canadense Mohammed Fahmy e o egípcio Baher Mohammed "arranjavam cenas sobre o que ocorre no país para pôr à comunidade internacional contra Cairo" e apresentar o Egito como um país "em guerra civil".

Segundo o Ministério Público egípcio, os três funcionários da "Al Jazeera ", detidos no final de dezembro do ano passado, também estão envolvidos na posse de aparelhos de divulgação e de telecomunicações não autorizados a fim de "prejudicar a segurança nacional e a reputação do país".

A Promotoria, que ainda não fez acusações formais contra os detidos, considerou que estes supostamente pretendiam servir aos interesses da Irmandade Muçulmana, de acordo com as instruções que lhes chegavam desde a redação central da "Al Jazeera" em Doha.

No dia 9 de janeiro a Promotoria prorrogou a detenção preventiva por 15 dias dos três jornalistas, detidos em dezembro e acusados em um princípio de adesão a um grupo terrorista.

Além disso, permanecem na prisão o câmera de televisão Mohammed Badr, que trabalhava para o canal "Al Jazeera" ao vivo para o Egito; e Abdallah al Shami, do canal em árabe.

A Al Jazeera pediu a libertação imediata de seus cinco trabalhadores no Egito, onde o canal catariano está no ponto de mira das autoridades desde a deposição militar do islamita Mohammed Mursi em julho passado.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo