Entretenimento

Polícia alemã recupera 1.500 obras de arte roubadas por nazistas

03/11/2013 11h40

Berlim, 3 nov (EFE).- A polícia alemã recuperou da casa de um homem de 80 anos em Munique 1.500 quadros - entre eles obras de Picasso, Matisse, Chagall e Nolde - que os nazistas roubaram ou confiscaram e que poderiam valer mais de US$ 1 bilhão no mercado.A revista alemã "Focus" publica hoje que uma equipe de inspetores de alfândegas encerrou com esta descoberta uma investigação que começou em 2011, quando interceptaram pela primeira vez o homem em posse dos quadros em um controle fronteiriço quando voltava da Suíça com excesso de dinheiro.

Os quadros se encontram na atualidade em uma câmara de segurança do serviço de alfândegas da Baviera na cidade de Garching, enquanto uma historiadora da arte tenta estabelecer sua autoria e valor.

A publicação alemã aponta que o pai do homem de 80 anos era dono de uma galeria que comprou essas obras durante os anos 1930 e 1940 e que estavam há meio século amontoadas em quartos sujos, escuros e infestados de estantes.

A pessoa que tinha em seu poder estes quadros vivia das receitas que obtinha com a venda esporádica - e ilegal - de alguns deles. Por este motivo, o Ministério Público alemão está estudando acusá-lo por um crime de evasão fiscal.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo