Entretenimento

Longa "Avanti Popolo" é o grande vencedor do Festival de Vitória

02/11/2013 23h39

Redação Central, 2 nov (EFE).- O grande vencedor do 20º Festival de Vitória, que terminou na noite deste sábado, foi o longa "Avanti Popolo", de Michael Wahrman, que recebeu o troféu Marlin Azul de Melhor Filme.

Na produção paulista, o consagrado cineasta Carlos Reichenbach (1945-2012) contracena com o também não ator André Gatti. Os dois vivem pai e filho.

"A gente fez uma experiência muito legal. Foi a primeira vez que atuei e protagonizei um filme. Agradeço ao meu preparador e ao júri que teve bom gosto de selecioná-lo", disse Gatti, ao receber o prêmio em nome de Wahrman.

Na Mostra Competitiva Nacional de Curtas, que premiou produções em 11 categorias, o troféu de Melhor Filme foi para "Os Irmãos Mai", de Thais Fujinaga (SP).

No dia da premiação, realizada no cinema montado especialmente para o evento na Estação Porto, ainda foram exibidos dois filmes fora de competição: o carioca "Fla x Flu", de Renato Terra, na sessão Cine Foot; e o pernambucano "Tatuagem", de Hilton Lacerda - grande vencedor do Festival de Gramado.

A cerimônia de encerramento foi apresentada pelos atores Claudio Andrade e Juan Alba.

O Troféu Marlin Azul de Melhor Atriz foi para a atriz Fernanda Chicolet, pelo curta "Colostro", dirigido por ela mesma e Cainan Baladez.

"Tenho muito amor pelo que faço. Tenho amigas atrizes que me perguntam como eu consigo escrever, dirigir e ter que distribuir e eu respondo que eu faço com alegria. Para mim, receber esse prêmio significa que de alguma forma esse amor que eu sinto foi transmitido para essas pessoas que me escolheram para esse prêmio, através dessa personagem", declarou a diretora e atriz.

O prêmio de melhor Direção de curtas foi para Marcelo Caetano, por "Verona" (SP); o de Melhor Fotografia para Ivo Lopes Araújo, por "Apocalipse de Verão" (RJ); Melhor Roteiro para Daniel Caetano, por "Coisas Nossas" (RJ); e Melhor Concepção Sonora para Pablo Lamar, por "Tremor" (MG).

Outros prêmios de destaque para os curtas foram o de Melhor Montagem para Caian Viola Andrade, por "Perto da Minha Casa" (ES); Melhor Direção de Arte para Maira Mesquita e Flora Rebollo, por "Verona" (SP); Melhor Ator: Luis Mai e Recardo Mai, por "Os Irmãos Mai" (SP).

O Prêmio Especial do Júri foi para "Doutor, Meu Filho É Animador", de Marcos Magalhães (RJ), e o Prêmio do Júri Popular ficou com "Perto da Minha Casa", de Coralini Covre e Diego Locatelli (ES)

Realizado pela Galpão Produções, de Lucia Caus e Larissa Delbone, e iniciado no dia 28 de outubro, o festival atraiu um público total de mais de 20 mil pessoas, que foram à Estação Porto e às mostras paralelas. Em seis dias de festival, foram exibidos 105 filmes (sete longas e 98 curtas).

A grande homenageada do evento foi a atriz Betty Faria, que recebeu no dia 31 de outubro, pessoalmente, o troféu Marlin Azul e um livro com a sua biografia, de autoria da jornalista Sandra Medeiros.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo