Entretenimento

Luiz Ruffato critica educação no Brasil em abertura de Feira de Frankfurt

Em Frankfurt (Alemanha)

08/10/2013 14h45Atualizada em 08/10/2013 16h06

Na cerimônia de abertura da Feira do Livro de Frankfurt (Alemanha), da qual o Brasil é convidado de honra, o escritor Luiz Ruffato criticou o sistema educacional do país e disse que era difícil acabar com a divisão entre pobres e ricos.

Segundo Ruffato, um a cada três brasileiros tem dificuldades para ler e entender textos simples e as elites "aproveitam a ignorância para assegurar seu poder".

O escritor mineiro foi escalado para discursar na cerimônia, ao lado da presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL), Ana Maria Machado, e do vice-presidente Michel Temer. O evento, o maior do mundo no setor, foi inaugurado nesta terça (8) pelo ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Guido Westerwelle.

Neste ano, a previsão é que 280 mil pessoas visitem a feira, que contará com 7.300 expositores de 100 países. No total, espera-se que mais de mil autores apresentem durante a semana novos títulos em Frankfurt.

"O Brasil é um peso pesado no setor cultural", disse Westerwelle durante a cerimônia. Como parte da programação brasileira, cerca de 70 autores nacionais devem participar da feira.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo