Entretenimento

Carnegie Hall adia início da temporada por greve de funcionários

AP Photo/Carnegie Hall
Interior do Carnegie Hall, em Nova York Imagem: AP Photo/Carnegie Hall

Nova York (EUA)

03/10/2013 16h31

A famosa sala de concertos Carnegie Hall de Nova York enfrenta a primeira greve em seus 122 anos de história, obrigando o cancelamento da noite de abertura da temporada por conta dos protestos dos ajudantes de palco, informaram nesta quinta-feira (3) o site da instituição e o sindicato.

O concerto previsto para abrir a temporada durante a noite passada, que contava com a Orquestra da Filadélfia, com o violinista Joshua Bell e com a direção de Yannick Nézet-Séguin, não pôde levar ao público as peças de Tchaikovski e Ravel que estavam programadas, já que os grevistas interromperam os trabalhos.

O sindicato Local One pede o mesmo acordo salarial para os ajudantes de palco empregados da parte educativa do Carnegie Hall, localizada ao lado da sala de concertos e que está promovendo a abertura em 2014 de novos espaços que serão chamados de "Asa da Educação" (Education Wing).

Em comunicado, os empregados afirmaram que "infelizmente, não há outra opção do que exercer o direito à greve no Carnegie Hall após 13 meses de negociações".

Os salários dos ajudantes de palco estão entre os mais altos dos empregados do Carnegie Hall - o jornal "New York Times" assegura que muitos deles cobram até US$ 400 mil anuais, acima do salário de alguns músicos.

O Carnegie Hall afirma que se assumisse os custosos contratos que o sindicato propõe para nova Education Wing, "comprometeria a missão educativa" da instituição para desviar os fundos aos salários dos ajudantes de palco.

Os sindicalistas, por sua parte, afirmam que o Carnegie Hall conta com um orçamento de US$ 230 milhões para a criação destes novos espaços educativos, por isso que dizem que a política salarial com os novos ajudantes de palco "não foi tratada de maneira apropriada".

Apesar da interrupção ocorrida ontem, os responsáveis pela sala de concertos pediram desculpas aos espectadores e garantiram que "todas as futuras apresentações do Carnegie Hall permanecem sem alterações e serão publicados diariamente informes sobre a resolução desta greve".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo