PUBLICIDADE
Topo

Placido Domingo dirige Ópera de Los Angeles em montagem de "Carmen"

Da EFE

17/09/2013 19h42

A Ópera de Los Angeles, dirigida por Placido Domingo, faz seus últimos ensaios antes de apresentar a obra lírica "Carmen" de Georges Bizet, pela terceira vez em uma década a cidade californiana.

A produção contará com um figurino e cenários exuberantes que irão recriar a cidade de Sevilha. "Não há nada igual a 'Carmen', é a ópera por excelência", disse Domingo à Agência Efe.
 
Para o cantor e diretor, "Carmen" é "especial" por ter "todo o sabor da Espanha" e os elementos que a transformam em uma peça ideal para cativar o público.
 
"Carmen" estreou originalmente em 1875 em Paris e conta as tumultuosas relações de uma cigana espanhola. A obra está ao lado de "Aida", "Madame Butterfly" e "Tosca" como as mais populares do gênero desde a fundação da Ópera de Los Angeles há 27 anos. "Carmen" estreia no dia 21 de setembro.
 
Embolia pulmonar
Depois de receber alta hospitalar após uma embolia pulmonar, o tenor espanhol Placido Domingo afirmou que a música é seu melhor tratamento e garantiu que se manterá em atividade por muito tempo.
 
"A paixão que coloco nisto me dá força. Somos muito sortudos por fazer isto, que não é um trabalho, é um hobby, quando se faz com toda a energia", afirmou o tenor em entrevista à Agência Efe, na qual se disse muito emocionado e feliz por seu susto não ter sido assim tão grave.
 
Hospitalizado durante cinco dias em Madri na primeira quinzena de julho, o músico voltou aos palcos no Festival de Salzburgo para dar vida ao Giacomo da "Joana d'Arc" de Giuseppe Verdi. Ele foi breve ao comentar seu estado de saúde atual: "Acho que estou bem. Me sinto bem", resumiu, comovido pelo acolhimento dado por um público caloroso.