PUBLICIDADE
Topo

Justin Timberlake agita público jovem do Rock in Rio

16/09/2013 02h25

Manuel Pérez Bella.

Rio de Janeiro, 15 set (EFE).- O ator e cantor Justin Timberlake levou neste domingo ao delírio cerca de 85 mil pessoas no Rio de Janeiro, na noite mais voltada para o público jovem do Rock in Rio, na qual também cantaram Alicia Keys e a britânica Jessie J.

Vestido com camisa branca com detalhes em preto, chapéu, sapatos especiais para sapateado e quase sempre escoltado por vários dançarinos, Timberlake fez um show repleto de suas canções mais românticas, no qual se entregou totalmente e mostrou sua habilidade ao piano.

O astro americano começou com "Like I Love You", tema de "Justified", seu primeiro álbum solo, e seguiu com a romântica "My Love", que agradou as adolescentes, maioria entre um público de idade bastante jovem.

O ator levantou o público com músicas com as quais liderou as listas de vendas de discos como "Summer Love" e "Shake Your Body", deixando para o final várias surpresas, não anunciando seu setlist para a imprensa.

Timberlake parecia que ia terminar seu encontro com o público do festival interpretando uma de suas canções de mais sucesso no momento, "Mirrors", mas voltou para o bis para cantar "SexyBack" e fazer todo mundo pular, gritar e colocar as mãos para cima com a batida frenética da música, reinterpretada pela "big band" que o acompanhou no show.

Nesta terceira noite do Rock in Rio, na qual o pop foi o protagonista absoluto, destaque especial para a cantora e pianista Alicia Keys.

A artista de Nova York esbanjou personalidade e encantou os presentes com o vigor de sua voz aveludada e seu talento à frente de um piano branco instalado no meio do gigantesco Palco Mundo da Cidade do Rock.

O público cantou em coro suas canções mais conhecidas, como "No One", e se entregou totalmente quando ela fez um breve dueto com Maria Gadú.

A cantora americana mostrou sua versatilidade fazendo um solo de percussão, com um par de bongôs, para acompanhar a interpretação de "Girl on Fire", uma de suas canções mais populares no momento.

Alicia terminou com um "bis" de "Empire State of Mind", uma homenagem à cidade de Nova York, durante o qual, para se congraçar com o público, mudou uma vez o nome da cidade americana pelo Rio de Janeiro.

A britânica Jessie J também subiu no palco do Rock in Rio, e cantou seu maior sucesso nas rádios "Price Tag", acompanhada com uma guitarra elétrica, para se adequar ao clima supostamente roqueiro do festival.

A cantora britânica tocou depois todo seu repertório, com canções mais românticas, durante cerca de uma hora no palco principal, ávido de emoções mais fortes.

No Palco Sunset, aconteceu um encontro muito esperado entre os amantes da música, o entre o cantor de jazz George Benson e o brasileiro Ivan Lins.

Benson e Lins, que também participaram juntos da primeira edição do Rock in Rio, em 1985, tocaram canções de ambos, como "Novo Tempo", um dos principais clássicos de Lins, para o deleite de parte do público de mais idade.

No final do show, George Benson chorou após interpretar com Lins a canção "Mas que Nada", composta por Jorge Ben Jor.

No mesmo palco, a neozelandesa Kimbra tocou com o Olodum, com o qual, em outro dos momentos mais emotivos da noite, interpretou a canção de Michael Jackson "They Don't Care About Us", cujo videoclipe, gravado nos anos 90, contou com a participação dos tambores da banda brasileira.

A Cidade do Rock viveu neste domingo um momento curioso, quando um homem em parapente aterrissou no espaço durante a tarde, o que parte do público achou que se tratava de uma atuação programada pelo festival.

Os seguranças retiraram o homem, o instrutor de voo André Luiz Santiago Ferreira, pensando que estava tentando entrar sem pagar no recinto, embora ele tenha assegurado que teve que fazer uma aterrissagem forçada.

O Rock in Rio realizará terá ainda mais quatro dias de shows, entre quinta-feira e domingo próximos, quando o rock ganhará mais espaço, com bandas como Metallica, Iron Maiden, Bon Jovi e o cantor Bruce Springsteen.