Entretenimento

Projeto quer disseminar cultura brasileira na China

Cristina Granato/Divulgação
Olívia e Francis Hime farão tributo ao poeta Vinícius de Moraes na programação Imagem: Cristina Granato/Divulgação

15/08/2013 11h51

O Brasil apresentou nesta quinta-feira (15) mais de 50 atividades culturais que serão realizadas em setembro em várias cidades chinesas com o objetivo de disseminar sua cultura além do carnaval e futebol.

No marco do Mês Cultural Brasileiro, a embaixada do país em Pequim organiza vários eventos relacionados com a música, a arte, a fotografia, o cinema, a literatura e a gastronomia em cidades como Xangai, Chongqing, Hong Kong e Macau, além da capital, onde será realizada a maioria das atividades.

"É uma oportunidade para que os dois países se conheçam melhor", indicou nesta quinta-feira durante a apresentação do Mês Cultural o embaixador do Brasil na China, Valdemar Carneiro, que considera que a imagem recíproca entre ambas as potências "se baseia essencialmente nos estereótipos".

"China e Brasil já têm uma colaboração estreita em muitos campos, como o comércio, os investimentos e inclusive nossos representantes políticos coordenam suas posições em temas de grande importância internacional. No âmbito cultural, no entanto, ainda há muito o que fazer para reduzir esse brecha de desconhecimento", explicou o diplomata.

O tiro de largada do mês de atividades culturais será em 3 de setembro, quando o pianista Francis Hime e sua mulher, Olívia Hime, renderão tributo ao conhecido poeta Vinícius de Moraes através de um repertório de "bossa nova".

A maioria das atividades têm como objetivo apresentar a cultura contemporânea do país. As novas tendências musicais ficarão a cargo das cantoras Anna Rato e Lui Coimbra, com o projeto Novas Vozes, e a companhia de dança Cisne Negro atuará no Centro Nacional de Artes Cênicas da capital chinesa.

O cinema será apresentado em dois festivais diferentes que já tinham sido realizados na China em anteriores edições, o Brapeq Festival e o DocBrazil, este último de documentários.

As exposições de arte contemporânea e fotografia, por sua parte, se concentrarão no distrito artístico por excelência da capital chinesa, o 798, com mostras de Mercedes Barros e Cássio Vasconcellos.

A realização do Mês Cultural Brasileiro na China faz parte de um acordo entre ambos os Governos, pelo qual também haverá um Mês Cultural Chinês no Brasil, desde o próximo 15 de outubro a 15 de novembro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo