Entretenimento

Brasil lidera ranking global em estudo sobre consumo de entretenimento

De São Paulo

15/08/2013 17h30Atualizada em 15/08/2013 18h06

Dados divulgados nesta quinta-feira (15) pela empresa de consultoria Edelman Global Entertainment Study, em São Paulo, colocam o Brasil como o país em que o consumo de entretenimento e interações com as mídias digitais mais se desenvolve.

Entre os dados que chamam a atenção estão os 97% de brasileiros entrevistados que já acessaram canais de entretenimento simultaneamente por diferentes dispositivos, como televisão, tablets e smartphones.

É a primeira vez que o Brasil participa deste estudo e mostra potencial para o crescimento do mercado digital online com 73% fazendo compras por tablets ou smartphones enquanto assistem a um programa de televisão, por exemplo.

Outro índice aponta 67% dos pesquisados se sentindo "mais conectados" por terem acesso a conteúdos de diferentes lugares, em tempo real e 62% preferindo as redes sociais.

Entre os dispositivos favoritos do Brasil estão a televisão em primeiro lugar, seguido de notebook e celular, e 70% dos entrevistados dizem preferir assistir vídeos online estrangeiros.

Sobre isso, Gail Becker, líder da Edelman na América Latina, Canadá e região oeste dos Estados Unidos, falou com exclusividade à Agência EFE que o Brasil é um país onde o mercado digital precisa explorar a vontade e interesse dos consumidores conectados.

"Os usuários brasileiros estão cada vez mais engajados em comparação com os outros países. O que se percebe é um crescimento do entretenimento multiplataforma em países emergentes. O mais interessante dos brasileiros é que gostam de compartilhar coisas positivas em seus perfis de redes sociais", explicou Becker.

Os brasileiros também se mostram cinco vezes mais propensos a compartilhar informações que mostram experiências positivas já vivenciadas.

"Em resumo, o brasileiro é um falante na rede quando se trata de entretenimento, já o americano e o inglês são calados", analisou a consultora de mídias digitais e professora da Universidade de São Paulo (USP), Elizabeth Saad.

A busca de entretenimento na internet atinge um índice de 63% de adesão global, mas só no Brasil este índice atinge 86% dos consumidores.

A pesquisa foi feita no Brasil, Alemanha, EUA, Inglaterra, Turquia, Coreia do Sul, Índia e China.

A sétima edição da Edelman Global Entertainment Study consultou 6.500 pessoas com idade entre 18 e 54 anos, que responderam um questionário online no período de 1 a 12 de abril de 2012.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo