Entretenimento

Amazon lança loja de arte online associada a 150 galerias

Getty Images/Arnold Newman
Obras do pintor espanhol Pablo Picasso podem agora ser adquiridas através da Amazon Imagem: Getty Images/Arnold Newman

Em Nova York (Estados Unidos)

07/08/2013 12h04

A Amazon, gigante das vendas pela internet, lançou uma loja de arte online, para a qual se associou a 150 galerias e marchands de todo mundo, com um catálogo de mais de 45 mil obras de quatro mil artistas.

Com o nome de Amazon Art, a nova loja permite navegar entre obras de arte de todo o tipo de formatos e estilos através de uma série de ferramentas que facilitam a busca.

As obras colocadas à venda inicialmente oscilam entre US$ 150 e US$ 4,85 milhões, valor da obra de uma pintura à óleo do artista contemporâneo americano Normal Rockwell, indicou a companhia em comunicado.

Nomes famosos como Andy Warhol, Salvador Dalí e Marc Chagall também figuram entre as obras à venda.

E, apesar de grande parte das obras ser muito recente, não faltam impressionistas ("Nenúfares", de Claude Monet, pode ser comprada por US$ 2,5 milhões) e algumas obras diversas de Pablo Picasso (como litografias e gravuras).

A grande novidade da Amazon Art é que permite centralizar em um ponto a oferta de galerias, marchands e pequenas casas de leilões e dirigí-la diretamente rumo aos clientes.

A loja "online" faz com que seja possível "que qualquer cliente chegue a ser um colecionador de arte", afirmou a Amazon.

Por enquanto, se uniram à iniciativa estabelecimentos dos Estados Unidos, Canadá, Holanda e Reino Unido.

"A Amazon Art dá às galerias um meio de trazer sua paixão e experiência com os artistas que representam nossos milhões de clientes", explicou Peter Faricy, vice-presidente de Amazon Marketplace.

Lisa Cooper, dona da galeria nova-iorquina Elisa Contemporary Art, afirmou que a nova loja na internet "nos oferece uma plataforma 'online' com um alcance diferente ao que tínhamos antes".

A Amazon Art permite buscar por galerias, por artistas, por tipo de formato e material, mas também por preço ou pela forma dos marcos e a cor predominante nas obras.

A Amazon, que já tentou no passado criar uma plataforma similar aliando-se com o Sootheby's, concorrerá assim com páginas de venda de arte pela internet como Artsy ou Artnet.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo