Entretenimento

Polêmico artista plástico argentino León Ferrari morre aos 92 anos

Niels Andreas/Folhapress
Artista argentino tinha 92 anos Imagem: Niels Andreas/Folhapress

Buenos Aires

25/07/2013 11h00

O artista plástico argentino León Ferrari, reconhecido no mundo todo por sua atitude polêmica e por suas denúncias contra o poder e a intolerância, morreu nesta quinta-feira (25) aos 92 anos em Buenos Aires, informou a agência oficial "Télam".

Nascido em Buenos Aires em 1920, Ferrari ganhou projeção internacional por seu trabalho provocativo sobre temas como a guerra, a religião, o poder e o sexo.

Em 1946, começou seu trabalho artístico e em 1976, após a chegada da ditadura militar argentina, exilou-se no Brasil.

Em 2007, recebeu o Leão de Ouro da 52° Bienal de Veneza e, em 2012, o prêmio Konex de Brilhante, entregue na Argentina.

Em uma de suas últimas exposições, em 2004, em Buenos Aires, levantou polêmica pela representação de Cristo crucificado sobre um avião militar americano na obra "A Civilização Ocidental e Cristã".

  • Escultura "A Civilização Ocidental e Cristã"

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo