PUBLICIDADE
Topo

Site sobre Machado de Assis é inaugurado pela Biblioteca Miguel de Cervantes

São Vicente del Raspeig

11/07/2013 12h44

A Biblioteca Virtual Miguel de Cervantes inaugurou nesta quinta-feira (11) um novo site dedicado ao escritor Machado de Assis (1839-1908), um dos grandes mestres do realismo e o primeiro grande contista latino-americano.

Nascido no Rio de Janeiro, Machado de Assis, que escreveu romances, contos, teatro, poesia e crítica, é "um dos melhores escritores do século XIX e o melhor da América Latina", segundo a acadêmica, diretora de cinema e intelectual americana Susan Sontag.

Machado era um autodidata e começou a se introduzir no meio jornalístico e literário como revisor no jornal "Correio Mercantil" e também foi cofundador da revista "Espelho".

Seus primeiros livros publicados não tiveram muito reconhecimento, mas sim os poemas românticos de "Crisálidas" (1864).

Com a publicação do romance "Memórias Póstumas de Brás Cubas" (1881), o autor atingiu sua maturidade, que ficou consolidada com "Quincas Borba" (1891), "Dom Casmurro" (1899) e "Memorial de Aires" (1908), e também pelos contos "Papéis Avulsos" (1882), "Histórias Sem Data" (1884), "Várias Histórias" (1896) e "Páginas Recolhidas" (1899).

O diretor do site e professor da Universidade de Valência, Francisco José López Alfonso, descreve Machado de Assis como "um dos grandes professores do realismo arcaico" e, "talvez, o primeiro grande contista latino-americano".

Também destacou que o número de estudos sobre sua obra "continua crescendo de maneira impressionante" não somente no Brasil, mas também "no mundo anglo-saxão".

"Tomara que o site sirva para que aqueles leitores, principalmente os hispânicos, que ainda não conhecem a obra de Machado de Assis desfrutem desse prazer" afirmou López Alfonso na apresentação do site sobre o escritor.

A Biblioteca Virtual Miguel de Cervantes (www.cervantesvirtual.com) foi criada em 1999 por iniciativa da Universidade de Alicante, do Banco Santander e da Fundação Botín. Em 2001 foi constituída a Fundação Biblioteca Virtual Miguel de Cervantes que, desde então, trabalha para transformar seu grande acervo digital em uma referência da literatura hispânica na internet.