Entretenimento

Obra perdida de Eça de Queiroz é recuperada em Portugal

04/06/2013 17h10

Portugal recuperou uma obra inacabada de um de seus maiores escritores, Eça de Queiroz, uma opereta cômica que esteve perdida durante mais de um século e foi editada e apresentada nesta terça-feira (5) na Feira do Livro de Lisboa.

Trata-se de "A Morte do Diabo", uma crítica social feita por demônios aborrecidos que José Maria Eça de Queiroz (1846-1900) nunca chegou a concluir e cuja partitura e libreto foram lançados agora.

Apesar de ser inédita, a existência da obra era conhecida por referências em textos do próprio romancista, que a escreveu em 1869, e do coautor do libreto, o diplomata Jaime Batalha Reis.

Foi uma estudiosa do escritor português, Irene Fialho, que "por acaso" a encontrou na Biblioteca Nacional portuguesa.

Sem referências aos autores ou ao título em suas páginas, Irene pôde certificar que a partitura era de "A Morte do Diabo" através da identificação de alguns dos versos publicados no século 19.

A opereta começa no inferno, onde os demônios e Satanás "estão muito aborrecidos e expressam que prefeririam estar no Chiado (bairro da capital portuguesa) ou em Lisboa". Esta obra se destaca de outros textos de Eça de Queiroz por se utilizar da veia cômica.

Segundo Irene Fialho, a obra continua com a habitual "visão crítica" da sociedade portuguesa e a utilização do diabo como personagem, comum em seus textos da juventude, como este.

O escritor e jornalista José María Eça de Queiroz é considerado um dos mais importantes romancistas portugueses, com obras como "O Crime do Padre Amaro" - adaptada ao cinema no México e em Portugal -, "Os Maias" e "Singularidades de uma Rapariga Loura", que foi levada à grande tela por Manoel de Oliveira em 2009.

Sua obra perdida foi publicada na 83ª edição da Feira do Livro de Lisboa, que acontece na capital portuguesa até a próxima segunda-feira.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo