Entretenimento

Yahoo! anuncia compra do Tumblr por R$ 1,1 bilhão

20/05/2013 13h06

Nova York, 20 mai (EFE).- O portal americano Yahoo! anunciou oficialmente nesta segunda-feira a compra da página de microblogs Tumblr e, utilizando a linguagem informal dos usuários de sua nova aquisição, prometeu "não mexer na rede".

Em comunicado conjunto, o Yahoo! afirmou que a operação chegará a US$ 1,1 bilhão e "substancialmente todo" o valor da negociação será pago em dinheiro.

"Segundo o acordo e nossa promessa de não mexer na rede, o Tumblr será operado de forma independente como um negócio separado. David Karp seguirá sendo o executivo-chefe", afirmou o Yahoo! em nota.

"O produto, serviço e a marca continuarão sendo definidos e desenvolvidos de forma separada, com a mesma irreverência, engenho e compromisso da Tumblr", acrescentou.

O texto lembra que o Tumblr é uma das redes sociais com maior crescimento no mundo, com mais de 300 milhões de usuários individuais por mês e 120 mil novos membros a cada dia.

Além disso, o Tumblr tem 900 novos comentários feitos a cada segundo e o tempo que seus usuários passam na página é de 24 milhões de minuto mensais.

O Yahoo! espera que, graças a sua combinação com o Tumblr, a audiência aumente 50% até mais de 1 bilhão de usuários mensais, e prevê aumentar o trânsito na página em torno de 20%.

Segundo o comunicado conjunto, o acordo beneficiará ambas as companhias, já que o Tumblr poderá empregar a tecnologia de personalização e os sistemas de busca do Yahoo! para ajudar a navegar entre seu número crescente de criadores e blogueiros, assim como entre o enorme volume de conteúdos que geram.

Além de acrescentar novos atrativos para seus respectivos usuários, as duas companhias poderão criar novas oportunidades para vender os conteúdos publicitários.

Os analistas financeiros viram a operação de forma favorável e elogiaram a gestão da responsável do Yahoo!, Marissa Mayer, em sua tentativa de rejuvenescer a companhia.

Mayer, de 37 anos, tomou as rédeas da empresa em julho de 2012 procedente do Google para relançar e dar estabilidade ao Yahoo", que em cinco anos teve cinco executivos-chefes que não conseguiram reestruturar o negócio para competir como empresas mais jovens como o Google e o Facebook.

Após divulgar o anúncio, as ações do Yahoo! subiam 0,64% nas operações eletrônicas prévias à abertura da Bolsa de Wall Street. EFE

rcf/ff

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo