Entretenimento

Lirismo crítico do português Nuno Júdice é premiado na Espanha

Arquivo/Folhapress
O escritor Nuno Júdice, autor de "A Árvore dos Milagres" e "O Movimento do Mundo" Imagem: Arquivo/Folhapress

16/05/2013 09h45

O poeta português Nuno Júdice foi premiado nesta quinta-feira com o XXII Prêmio Rainha Sofía de Poesia Ibero-Americana, com que o júri reconheceu o "lirismo crítico" do autor, da geração anos 1970.

O presidente de Patrimônio Nacional da Espanha, José Rodríguez-Spiteri, divulgou hoje no Palácio Real a decisão do júri do prestigiado prêmio, que reconhece "o conjunto da obra poética de um autor vivo que, por seu valor literário, constitua uma contribuição relevante ao patrimônio cultural partilhado pela comunidade ibero-americana".

Nuno Júdice (Mexilhoeira Grande, 1949) é autor de uma poesia "muito elaborada, de um classicismo depurado" mas ao mesmo tempo com um grande compromisso com a realidade, explicou hoje o poeta Jaime Siles, membro do júri que concede o prêmio, de 42.100 euros.

A geração dos anos 1970 da poesia portuguesa retomou, após anos de ditadura, o ponto da vanguarda europeia com uma meditação sobre a linguagem, disse Siles.

A vasta obra desse escritor, que classificou como um poeta "completamente europeu" não é uma poesia feita "de uma torre de marfim", mas sim muito crítica com as "disfunções sociais" da atualidade, acrescentou o membro do júri.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo