Entretenimento

Caricaturista libanês Pierre Sadek morre aos 75 anos

AFP
Pierre Sadek colaborou para veículos de vários países Imagem: AFP

24/04/2013 11h59

O famoso caricaturista libanês Pierre Sadek, que durante mais de 40 anos registrou em nanquim os fatos políticos mais importantes do país, morreu nesta quarta-feira (24) aos 75 anos por causa de uma longa doença.

Sadek colaborou com vários veículos locais, como os jornais Al Nahr e Al Diyar e a rede de TV "LBC"; e internacionais, como a "The New York Times Magazine", o "France Soir" e o "Washington Post".

Em dezembro de 2012, o presidente Michel Suleiman o condecorou com a Ordem de Comandante do Cedro e durante a cerimônia o então ministro da Informação Walid Dauk afirmou que Sadek "soube chegar ao coração de todos os libaneses".

Meses antes, o desenhista precisou enfrentar uma violenta campanha contra ele por ter publicado uma caricatura do chefe do grupo xiita Hezbollah, o xeque Hassan Nasrallah, no jornal "Al Yamiriya".

Sadek foi condecorado também em 1972 pelo então presidente Suleiman Franjieh e obteve duas vezes o prêmio do poeta Said Akl. Organizou várias exposições no exterior e é autor de quatro livros, entre eles "Caricatura Sadek" e "Béchir".

O caricaturista se considerava "um redator que se expressa através de uma galeria de retratos" e "testemunha de uma história que se faz e se desfaz".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo