Entretenimento

Óculos de madeira são tendência da moda japonesa

14/04/2013 10h07

Ramón Abarca.

Tóquio, 14 abr (EFE).- Feitos à mão e apenas com madeira, os suportes de óculos do japonês Yoshihisa Yabuuchi são uma joia artesanal que pode ser adquirida por 1.200 euros, isso após dois anos em lista de espera.

O meticuloso Yabuuchi trabalha na cidade de Fukushima (norte do Japão) na ótica de sua família, um estabelecimento de mais de 137 anos de história onde fabrica as exclusivas peças por encomenda.

"Tenho 32 pedidos, mas só pude entregar 18 até agora, por isso há uma lista de espera de dois anos", reconheceu o estilista à Agência Efe.

A madeira se transformou em uma tendência clara no mundo da ótica, e grandes marcas como as americanas Capital ou Shwood e as europeias Gold & Wood Paris, Herrlicht ou W-Eye se aliaram à tendência.

Também o fizeram as grandes marcas da moda como Louis Vuitton e muitos outros estilistas de todo o mundo, mas no caso das realizadas à mão por Yabuuchi, o que as torna únicas é que são fabricadas exclusivamente com madeira, sem utilização de cola ou elementos metálicos.

O jovem japonês estudou design no Reino Unido, onde adquiriu um gosto mais visual e arrojado do produto com o qual sua família trabalha há mais de um século.

Seus suportes são feitos de cerezo, nogueira negra e mogno, além de delicados parafusos também de madeira de 1,2 milímetro.

Yabuuchi relata que, quando era jovem, decidiu seguir com o negócio da familia, embora estivesse obcecado em desenhar óculos originais e pensou na madeira, "já que passava muito tempo na floresta, onde ia buscar cogumelos".

Sua inspiração são as armações do fabricante alemão Herrlincht, por seu desenho e beleza, embora Yabuuchi considere que, segundo sua opinião, têm um defeito, o uso da cola.

"O mais difícil é que não se quebrem enquanto as faço, já que nesse caso tenho que começar de novo", explica o desenhista, que explicou como é detalhado o seu trabalho.

"Os parafusos são de madeira, e é complicado unir a parte frontal com as hastes sem que se quebrem. É preciso fazê-lo com a profundidade e o ângulo corretos. E é realmente difícil", contou.

Além da delicadeza do material, outro grande inimigo destas preciosidades artesanais é a umidade, sobretudo na época de chuvas no Japão, já que pode deformar as peças e facilitar a quebra das hastes durante o processo de montagem.

Tudo isso justifica o custo dessas exclusivas peças que podem ser adquiridas por 150 mil ienes (R$ 3 mil).

Além de original e perfeccionista, Yabuuchi é uma pessoa comprometida com sua cidade, afetada em março de 2011 pelo tsunami que desencadeou a pior crise nuclear desde Chernobyl.

O desenhista contou que naquele momento teve que abandonar sua casa em Fukushima e se mudar para outra cidade com sua mulher e filho. Sua família não voltará ainda, mas Yabuuchi decidiu fazê-lo muito em breve para tomar frente do negócio familiar.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo