PUBLICIDADE
Topo

Dissidente chinês Ai Weiwei lançará disco de "heavy metal"

Artista chinês Ai Weiwei (frente) grava versão da música "Gangnam Style" - Cortesia de Ai Weiwei /Handout/Reuters
Artista chinês Ai Weiwei (frente) grava versão da música "Gangnam Style" Imagem: Cortesia de Ai Weiwei /Handout/Reuters

11/03/2013 13h30

O artista e dissidente chinês Ai Weiwei confirmou o lançamento de um disco de "heavy metal", com o qual espera "surpreender" o amigo Elton John, informou nesta segunda-feira o jornal britânico "The Guardian".

Após ter participado de uma versão do clipe "Gangnam Style" para denunciar a situação dos direitos humanos na China e ser homenageado pelo cantor Elton John - sua inspiração para este projeto - em um show em Pequim, essa será a primeira incursão de WeiWei no universo da composição musical.

As melodias das músicas do disco serão assinadas pelo amigo roqueiro Zuoxiao Zuzhou, enquanto as letras das nove canções do disco serão compostas pelo próprio dissidente chinês, que, aos 55 anos, marcará sua estreia como cantor.

"Algumas canções são de 'heavy metal' e outras mais 'punk', mas também há músicas pop", afirmou Ai Weiwei, que, antes do lançamento do primeiro disco, já ressaltou sua intenção de divulgar o próximo. Segundo o dissidente chinês, seu próximo disco trará temas "mais lentos" e já distante do "heavy metal".

O inquieto artista chinês, que também é escultor, fotógrafo e cineasta, elaborou este trabalho durante o período em que esteve preso e isolado durante três meses em 2001 por sua suposta evasão fiscal, algo que seus partidários vinculavam a uma represália por suas críticas abertas ao regime comunista chinês.

"Nunca tinha escutado música, mas, durante minha detenção, os guardas estavam tão aborrecidos que me diziam: 'Não sabe cantar nada?' Me senti triste, já que só podia cantar temas revolucionários que tive que aprender quando era pequeno", indicou Weiwei.

"Quando saí, me dei conta de que nunca tinha escutado música ou cantado e, por isso, decidi fazer um disco. Conheço muitos artistas e músicos, os quais me ajudaram muito", acrescentou o dissidente.

O disco, que está sendo produzido e ainda não possui data de lançamento confirmada, deverá contar com uma avaliação especial de Elton John.

Em entrevista ao jornal "The Guardian", Weiwei explicou que a "paixão" do cantor britânico foi sua principal inspiração na hora de lançar este disco. "Eu vou enviar e pedir sua opinião. Não pedi nenhum conselho e, portanto, devo surpreender", apontou o dissidente.

Ai Weiwei, o crítico mais ácido das autoridades comunistas chinesas, participou do desenho do Estádio Olímpico de Pequim 2008 e é autor, entre outras obras, de uma instalação com milhões de réplicas de sementes de girassol criadas para Tate Modern de Londres.

Influenciado pela arte conceitual e pela pop art, além de contar com uma presença em massa na internet, o artista tentou deixar seu país em 2011, mas acabou sendo preso e perdendo seu passaporte. Desde então, o dissidente segue impedido de deixar a China sob a acusação de sonegação de impostos.