PUBLICIDADE
Topo

Escritor espanhol Medardo Fraile morre na Escócia aos 87 anos

09/03/2013 13h31

Madri - O escritor espanhol Medardo Fraile, que completaria 88 anos na próxima semana, morreu na madrugada deste sábado (9), em Glasgow, na Escócia, onde residia desde 1967, segundo fontes ligadas à família do autor revelaram à Agência Efe.

Fraile era um dos mais importantes contistas espanhóis das últimas décadas, apesar de não ser um nome muito conhecido do grande público. Considerado de estilo clássico, era um autor culto. "O romance pode ter páginas supérfluas, enquanto conto não", disse certa vez Fraile, em entrevista à Agência Efe.

O autor também dedicou sua obra a analisar a cultura britânica, com obras como "A penúltima Inglaterra" e "A família irreal inglesa", ambas não lançadas no Brasil.

Apesar da idade avançada, o escritor estava bem de saúde, segundo Juan Casamayor, editor que publicou livros de Fraile. "Fazia 24 horas que estávamos trocando emails. Falamos de um projeto que tínhamos, a publicação de outro livro com seus contos. Estava com uma voz ótima, muita energia. Tudo isso faz pensar que possa ter sido um infarto", explicou Casamayor à Efe.

Doutor em Letras pela Universidade de Madri, o escritor também foi professor, atividade que manteve junto às de contista e articulista. Na Escócia, dava aula de espanhol na Universidade de Strathclyde, em Glasgow.

Fraile colaborou em várias revistas e jornais, dentro e fora da Espanha, e publicou mais de 30 livros, recebendo honrarias como o Prêmio Nacional da Crítica, em 1965.