Topo

Entretenimento

Etíope se torna primeira mulher negra a vencer concurso Miss Israel

28/02/2013 08h43

Jerusalém, 28 fev (EFE).- Pela primeira vez na história, Israel será representada no concurso Miss Universo por uma mulher negra, Yitish Aynaw, uma imigrante etíope de 21 anos.

Yitish venceu quatro concorrentes no concurso Miss Israel 2013 com um discurso ousado no qual falou de sua paixão por Martin Luther King: "lutou pela igualdade e por isso estou aqui", disse.

A jovem pediu que o concurso de Miss Israel expresse a diversidade da sociedade israelense, informou nesta quinta-feira o jornal "Yedioth Ahronoth".

"Para mim é uma missão representar as diferentes cores que convivem em Israel", disse Aynaw, que trabalha em uma loja de roupas e nunca tinha participado de concursos de beleza nem desfilado.

A nova Miss Israel imigrou há doze anos da Etiópia, valendo-se na Lei do Retorno, que permite a qualquer pessoa com pelo menos um avô judeu pedir a nacionalidade israelense.

Conhecidos como "falashas", os judeus etíopes começaram a chegar a partir de 1981 em Israel e passaram por um processo de assimilação ao país bem mais difícil do que outras comunidades da diáspora judaica.

"A imigração foi muito difícil, um novo idioma, uma sociedade moderna", revelou a jovem durante o concurso, realizado ontem à noite em Tel Aviv.

Yitish afirmou ainda que espera que sua vitória faça com que existam mais modelos negras em Israel.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento