Topo

Entretenimento

Sueco Paul Hansen ganha World Press Photo com imagem da tragédia palestina

EFE/FREDRIK SANDBERG
Fotógrafo Paul Hansen segura sua foto premiada pelo World Press Photo, em Estocolmo Imagem: EFE/FREDRIK SANDBERG

15/02/2013 13h12

O sueco Paul Hansen foi agraciado nesta sexta-feira com o primeiro prêmio da edição deste ano do concurso de fotojornalismo mais importante do mundo - o World Press Photo - com uma imagem que mostra o desespero de um grupo de homens durante o funeral de uma família na Faixa de Gaza.

A fotografia de Hansen, fotógrafo do jornal sueco "Dagens Nyheter", mostra um grupo de homens inconsoláveis pela morte de duas crianças e seu pai, cujos corpos são carregados até uma mesquita para a realização do enterro.

As crianças, irmãos de dois e três anos de idade, aparecem em primeiro plano, enquanto atrás vem o corpo do pai.

Os três morreram quando sua casa foi destruída em um ataque com mísseis israelenses. A mãe sobreviveu e foi internada em uma unidade de terapia intensiva.

A fotografia ganhadora foi tirada no dia 20 de novembro na Cidade de Gaza.

O júri internacional do World Press Photo anunciou hoje em Amsterdã os prêmios concedidos para 54 fotógrafos de 32 nacionalidades em nove categorias temáticas.

A fotógrafa e curadora peruana Mayu Mohanna, membro do júri, afirmou que a "força" da fotografia de Hansen está no "contraste entre a raiva e tristeza dos adultos com a inocência das crianças".

O chefe do júri, vice-presidente e diretor de fotografia da Associated Press, Santiago Lyon, declarou em comunicado que tanto a imagem ganhadora como as que foram premiadas em outras categorias são "exemplos sólidos de um fotojornalismo de primeira categoria que é poderoso, perdurável e que emociona os seus observadores".

A organização do concurso lembra que todas as fotografias participantes foram apresentadas de forma anônima, e que foram examinadas e debatidas pelo júri durante duas semanas.

Na competição participaram fotógrafos de imprensa profissionais, fotojornalistas e fotógrafos documentaristas de todo o mundo.

O concurso recebeu, até a data limite, 103.481 fotos de 5.666 fotógrafos de 124 países.

Além da fotografia "do ano", premiada com 10 mil euros em dinheiro, uma câmera profissional e um jogo de lentes, cada categoria foi premiada com primeiro, segundo e terceiro lugares.

A primeira posição consiste em um prêmio de 1.500 euros em dinheiro, enquanto os ganhadores dos segundos e terceiros lugares, assim como os reconhecidos com uma menção de honra, receberam um troféu "Golden Eye" e um certificado.

As fotografias premiadas serão expostas em Amsterdã, entre os dias 25 e 27 de abril e, em seguida, a mostra passará por mais de 100 cidades em 45 países.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento