Topo

Entretenimento

Dez maneiras de enfrentar o fim do mundo no universo do cinema

20/12/2012 06h07

Mateo Sancho Cardiel.

Madri, 20 dez (EFE).- Filmes de todos os tipos, de superproduções como "Independence Day" até produções independentes como "Melancolia", já recriaram o suposto fim do mundo com soluções para evitá-lo ou para encará-lo da melhor maneira possível; exemplos que podem ser válidos caso a profecia maia seja comprovada nesta sexta-feira.

1. O IMPORTANTE SOU EU, POR LARS VON TRIER.

Lars von Trier, um especialista em explorar ao máximo as cenas de sofrimento, não poderia deixar de trazer à tona sua peculiar visão do apocalipse, como a usada no filme "Melancolia" (2011). Em meio a um luxuoso casamento nos moldes britânicos, Charlotte Gainsbourg vive momentos de pânico, enquanto uma bipolar Kirsten Dunst decide abrir um bom vinho e desfrutar o espetáculo.

2. EUA SE ENCARREGAM, POR ROLAND EMMERICH.

Caso seja uma ameaça alienígena é melhor que os americanos tomem o controle da situação, ainda mais se o fim do mundo cair bem no dia de sua festa nacional, 4 de julho, e Will Smith for o protagonista. Em "Independence Day", a recomendação é o contra-ataque, independente do número de vítimas que essa operação suicida possa causar. Após este êxito, o diretor Roland Emmerich voltou a filmar essa mesma catástrofe em "O Dia Depois de Amanhã" (2004) e "2012" (2009).

3. O HOMEM EM EXTINÇÃO, POR ALFONSO CUARÓN

Em "Filhos da Esperança", ambientado na Inglaterra de 2027, o homem está perdendo sua capacidade de se reproduzir, sendo que Clive Owen e Julianne Moore têm que salvar o último filho dos homens. Esse fim do mundo filosofa com uma irmã gêmea ("Ensaio Sobre a Cegueira", com texto de José Saramago e direção de Fernando Meirelles) e uma prima ("A Estrada", baseada no romance de Cormac McCarthy).

4. METEORITOS SIMULTÂNEOS, POR "ARMAGEDDON" e "IMPACTO PROFUNDO"

Dois filmes com estreias simultâneas se preocuparam em acabar com a Terra do mesmo modo: com meteoritos. Se no filme de Michael Bay, Bruce Willis e Ben Affleck conseguem salvar o planeta em uma missão espacial, o de Mimi Leder não foge muito disso, mas se destaca ao trazer Morgan Freeman como um presidente negro muito antes que Obama e um Jake Gyllenhaal ainda adolescente.

5. UMA MODELO SALVARÁ O MUNDO, POR LUC BESSON.

A escultural Milla Jovovich, com seu famoso (e mínimo) vestido de vinil branco, se transforma na chave para salvar o mundo em "O Quinto Elemento", um filme de ação com base no imaginário de Luc Besson, que também apostou em um especialista em apocalipse, Bruce Willis, e em um vilão de luxo, Gary Oldman. Óperas techno, viagens ao espaço e excesso de maquiagem formam esse clássico de ação aos moldes europeus.

6. O MUNDO NUMÉRICO SE DESMANCHA, PELOS IRMÃOS WACHOWSKY

Em "Matrix", o mundo como conhecemos deixa de existir graças aos irmãos Wachowsky. A famosa pílula vermelha revelou uma realidade paralela cheia de matrizes, oráculos, roupas e óculos escuros. Neste caso, Keanu Reeves partiu em busca de esclarecimentos, mas, mesmo depois de três filmes, não conseguiu mudar muita coisa e ainda deixou o final em aberto.

7. FIM DO MUNDO ESCRACHADO, POR ÁLEX DE LA IGLESIA

Não é o dia do fim do mundo, mas "El Día de la Bestia" (O Dia da Besta). Não é um herói convencional, mas um pesado Santiago Segura. O encontro com o Anticristo ocorre em Madri, com clímax nas Torres Kío. É o apocalipse na Espanha underground, regado a cerveja e ao tom mais escrachado de Álex de la Iglesia, a maneira mais divertida de enfrentar o final dos tempos.

8. MAIAS VIVEM UM APOCALIPSE NÃO PROFÉTICO, POR MEL GIBSON

Um adorador dos idiomas passados, das origens e do fim da civilização, Mel Gibson articulou sozinho a superprodução "Apocalypto", ambientada após a chegada dos conquistadores espanhóis e rodada em maia iucateco. Seu apocalipse é a destruição entre dois exércitos sanguinários. Mesmo acusado de racista e cruel, o mundo não acabou, mas a carreira de Gibson esteve a ponto de acabar.

9. SOB EPIDEMIA, O SEGUNDO APOCALIPSE DE WILL SMITH

Will Smith já tinha vencido os extraterrestres, mas ainda teve forças para fazer parte do 1% das pessoas que é imune a uma devastadora epidemia em "Eu Sou a Lenda". Embora tenha se sacrificado para garantir a sobrevivência da espécie, a edição em DVD contou com um final alternativo, já que Will Smith não morre tão facilmente.

10. APOCALIPSE "INDIE", POR DANNY BOYLE.

Danny Boyle trocou as drogas de "Trainspotting - Sem Limites" pelos zumbis em "Extermínio", filme no qual o Reino Unido se vê ameaçado pela propagação vertiginosa do vírus dos não mortos. Sucesso do terror britânico e independente, o filme ganhou uma continuação, intitulada "Extermínio 2", sob as mãos de Juan Carlos Fresnadillo. Neste caso, um sempre sobreviverá, mesmo que somente para garantir novas sequências.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento