Topo

Entretenimento

Coleção de arte do cineasta Henri-Georges Clouzot será leiloada em Paris

Reprodução
Obra Buquê de Flores, de Pablo Picasso, faz parte da coleção do cineasta Henri-Georges Clouzot e é avaliada em mais de US$38 mil Imagem: Reprodução

30/11/2012 09h30

Mais de 50 obras de arte que pertenceram ao falecido cineasta francês Henri-Georges Clouzot ("As Diabólicas"), incluindo algumas telas de Pablo Picasso, Georges Braque e Antoni Tàpies, vão a leilão neste sábado em Paris.

Segundo a casa de leilões Christies, que espera arrecadar entre US$ 3,8 e 6,4 milhões pelo conjunto da coleção, o dinheiro arrecadado será destinado a organização religiosa Secours Catholique, que, além do valor dessas obras, também se beneficia dos direitos autorais dos filmes de Clouzot.

Clouzot (1907-1977), que foi casado com a brasileira Vera Clouzot (1913-1960), tinha uma grande paixão pela arte, algo que era refletido em sua produção cinematográfica com trabalhos como "O Mistério de Picasso" (1956), um documentário de 78 minutos no qual mostra o gênio cubista pintando sobre uma superfície de vidro.

O leilão, que dividira as obras - incluindo peças usadas nos filmes - em 60 lotes, também serve para lembrar a intensa relação do cineasta com os artistas contemporâneos a seu período de atividade, como Miró, Braque, Picasso, Romy Schneider, Serge Reggiani, Brigitte Bardot e Yves Montand.

A venda da coleção de arte do autor de "O Salário do Medo" também inclui trabalhos de Louis Pons, Pierre Soulages, André Buchant, Honoré Daumier, Julio González, Robert Delaunay e Louise Nevelson, assim como peças de arte africana que serão incluídos nos catálogos de um leilão temático que será realizado dez dias depois.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento